006_EASL2014_port

EASL-2014 - Resultados de Estudos da Gilead - Resultados em genotipos 1, 2, 3, 4, 5 e 6 - Tratamentos "Compassivos" em pacientes graves - Cirróticos Descompensados - Tratamentos de transplantados - Pacientes co-infectados HIV / HCV - Cura sustentada

23/04/2014

Um resumo, estudo por estudo, dos resultados das pesquisas realizadas pela GILEAD com medicamentos orais livres de interferon, utilizando Sofosbuvir, Ledipasvir e GS-5816 apresentados no Congresso Europeu realizado em Londres.



EASL-2014 - Gilead - Estudo ELECTRON 2


Sofosbuvir + Ledipasvir é uma combinação é segura e eficaz em populações difíceis de tratar incluindo pacientes infectados com o genótipo 3 da hepatite C, e pacientes infectados com o genótipo 1 da hepatite C com cirrose descompensada.

Em 20 pacientes com cirrose descompensada infectados com o genótipo 1 da hepatite C, nos quais não existe atualmente nenhuma opção de tratamento, o tratamento com Sofosbuvir + Ledipasvir com duração de 12 semanas obteve 65%

de pacientes curados. Em 26 pacientes infectados com o genótipo 3 da hepatite C nunca antes tratados o tratamento de 12 semanas com Sofosbuvir + Ledipasvir + Ribavirina obteve 100% de pacientes curados.



EASL-2014 - Gilead - Estudo GS-US-334-0125 - Tratamento "Compassivo" - Fase 2


Tratamentos compassivos são chamados aqueles em que pacientes graves são tratados "compassivamente" com medicamentos de última geração, em muitos casos ainda não aprovados pelas agencias reguladoras, para atender pacientes que correm risco de vida se aguardam pela chegada desses medicamentos. Alguns países permitem tal tipo de tratamento.

O Estudo GS-US-334-0125 trata-se de um ensaio clínico avaliando pacientes infectados com hepatite C com cirrose e hipertensão portal, com ou sem descompensação hepática.

Um grupo de 25 pacientes foi avaliado e 80% deles apresentaram condições clínicas para receber tratamento durante 48 semanas com Sofosbuvir e Ribavirina. Dos 22 pacientes que já completaram 24 semanas de tratamento, 95 por cento se encontravam indetectáveis na semana 24 do tratamento. Apenas um paciente interrompeu o tratamento devido a um evento adverso.



EASL-2014 - Gilead - Estudo GS -US- 334-0126 - Tratamento de pacientes transplantados


Foram selecionados 40 pacientes que após o transplante do fígado a hepatite C estava atacando o novo fígado. 88% estavam infectados com o genótipo 1. 35 pacientes receberam tratamento com Sofosbuvir e Ribavirina.

A eliminação do vírus, podendo ser considerada a cura, após 12 semanas do final do tratamento foi obtida por 70% dos pacientes tratados.

Os efeitos colaterais relatados foram fadiga, dor de cabeça, dor nas articulações e diarréia. Não aconteceram mortes, perdas do novo fígado ou episódios de rejeição de órgãos em pacientes pós-transplante de fígado, e nenhuma interação droga-droga foram relatados entre Sofosbuvir e os medicamentos imunossupressores.

Em outro estudo em transplantados com pacientes em tratamento "compassivo" devido à gravidade do quadro clínico por uma recidiva agressiva do vírus, incluindo hepatite colestática, que já haviam esgotado todas as outras opções de tratamento, os pacientes tiveram acesso a uma pré-aprovação para Sofosbuvir via uso compassivo da Gilead.

Os pacientes receberam até 48 semanas de Sofosbuvir mais Ribavirina, com alguns pacientes também recebendo interferon Peguilado, a critério do médico.

No geral, 62% dos pacientes conseguiram a eliminação do vírus, podendo ser considerada a cura, após 12 semanas do final do tratamento. O tratamento foi bem tolerado pelos pacientes.



EASL-2014 - Gilead - Estudo ION-3


Resultados do Estudo ION-3 da fase 3, estudo incluindo 647 pacientes infectados com o genótipo 1 da hepatite C nunca antes tratados e sem cirrose, utilizando em regime oral, sem interferon, os medicamentos Sofosbuvir e Ledipasvir com ou sem Ribavirina apresentou os seguintes resultados:

Em 215 pacientes tratados com Sofosbuvir e Ledipasvir e Ribavirina durante 8 semanas a cura aconteceu em 94% dos pacientes.

Em 216 pacientes tratados com Sofosbuvir e Ledipasvir durante 8 semanas a cura aconteceu em 93% dos pacientes.

Em 216 pacientes tratados com Sofosbuvir e Ledipasvir durante 12 semanas a cura aconteceu em 95% dos pacientes.

O interessante deste estudo é que mostra que em infectados com o genótipo 1 da hepatite C, sem cirrose, que nunca receberam tratamento antiviral, um regime de 8 semanas de Sofosbuvir e Ledipasvir conseguiu curar 94% dos pacientes. Nenhum beneficio adicional significante foi encontrado nos grupos em que se adicionou a Ribavirina ou quando o tratamento foi realizado durante 12 semanas.



EASL-2014 - Gilead - Estudo nos genotipos 2 e 3


Resultados de três estudos realizados com Sofosbuvir e Ribavirina nos genotipos 2 e 3 da hepatite C. Atenção, que nesses estudos ainda não foi utilizado o Ledipasvir para ser combinado ao Sofosbuvir.

Estudo FISSION - 256 pacientes que nunca realizaram qualquer tratamento anterior receberam tratamento de 12 semanas com Sofosbuvir e Ribavirina com seguindo 97% de cura para o genótipo 2 e 56% para o genótipo 3. O grupo controle de 243 pacientes, tratados com interferon Peguilado e Ribavirina obteve 78% de cura para o genótipo 2 e 63% para o genótipo 3.

Estudo POSITRON - 207 pacientes com impossibilidades de receber tratamento com interferon e que receberam tratamento de 12 semanas com Sofosbuvir e Ribavirina, obteve 93% de cura para o genótipo 2 e 61% para o genótipo 3. Não teve grupo controle já que não poderia ser utilizado o interferon Peguilado nos pacientes.

Estudo FUSION - 103 pacientes não respondedores a um tratamento anterior receberam tratamento de 12 semanas com Sofosbuvir e Ribavirina, obteve 86% de cura para o genótipo 2 e 30% para o genótipo 3. Um segundo grupo de 98 pacientes tratado durante 16 semanas com Sofosbuvir e Ribavirina, obteve 94% de cura para o genótipo 2 e 62% para o genótipo 3.



EASL-2014 - Gilead - Estudo ERADICATE em co-infectados HIV / HCV


O tratamento por 12 semanas com uma co-formulação de Sofosbuvir mais Ledipasvir levou a resposta sustentada para os 50 pacientes co-infectados HIV / HCV com o genótipo 1 da hepatite C. Os participantes foram divididos em 2 grupos de acordo com o estado do tratamento do HIV.

13 pacientes não estavam em tratamento do HIV com antirretrovirais, possuíam CD4 acima de 500 e carga viral do HIV abaixo de 500.

37 pacientes estavam recebendo tratamento do HIV com antirretrovirais pelo menos oito semanas antes de receber o tratamento da hepatite C, possuíam CD4 abaixo de 100 e carga viral do HIV indetectável ou abaixo de 40.

O estudo ainda se encontra em andamento. Até o momento todos os pacientes finalizaram o tratamento com o vírus da hepatite C indetectável. Dados de quatro semanas após o final do tratamento mostra que todos continuam indetectáveis ao vírus da hepatite C. O grupo de 13 pacientes tratados que não realizavam tratamento do HIV completou a resposta sustentada, 12 semanas após o tratamento, com todos os pacientes indetectáveis, o que poderá ser considerada a cura da hepatite C. O grupo de 37 pacientes ainda continua em observação.



EASL-2014 - Gilead - Sofosbuvir + GS-5816 - Eficaz em todos os genotipos da hepatite C


Estudo em fase 2 combinando o tratamento Sofosbuvir com o inibidor GS-5816 (um inibidor semelhante ao Ledipasvir, mas de uma nova geração) em tratamento de 12 semanas, sem interferon, combinado ou não com Ribavirina, mostrou ser uma combinação segura e eficaz no tratamento dos seis genotipos da hepatite C.

Este estudo incluiu 154 pacientes sem cirrose não tratados previamente com qualquer antiviral, Aproximadamente 30% tinha o genótipo 1-a, 7% tinham genótipo 1-b, 14% genótipo 2, 35% o genótipo 3, 9% genótipo 4, um com o genótipo 5, e 6% com genótipo 6.

Foram tratados com duas dosagens diferentes de GS-5816. O resultado no total dos 154 pacientes obteve a cura de 95 e 96% dos pacientes. A continuação o resultado da melhor resposta em cada genótipo.

Cura de 100% nos genotipos 1 e 2, também cura de 100% nos genotipos 4, 5 e 6, mas como eram poucos pacientes com esses genotipos o resultado não pode ser considerado. No genótipo 3 a cura foi de 93%.

EASL-2014 - Abstract O111 - Safety and efficacy of treatment with the interferon-free, ribavirin-free combination of Sofosbuvir + GS-5816 for 12 weeks in treatment naive patients with genotype 1-6 HCV infection - GT Everson, TT Tran, WJ Towner, et al.



EASL-2014 - Gilead - Cura sustentada dos diversos estudos realizados


Gilead apresentou os dados da sustentação da cura de quatro estudos realizados com infectados com o vírus da hepatite C. Em todos esses estudos a cura (resposta sustentada) foi avaliada na semana 12 após o tratamento.

O seguimento desses pacientes permite conhecer o que aconteceu após 24 e 48 semanas após o final do tratamento, confirmando de forma definitiva a manutenção da cura.

Nos estudos Fission, Positron, Fusion e Neutrino participaram da fase 3 um total de 480 pacientes. 91% deles já completaram 24 semanas do final do tratamento e 19% completaram 48 semanas após o final, permitindo conhecer a situação desses pacientes.

Dos 85 participantes do estudo Fission, 78 já completaram 24 semanas após o tratamento e 52 pacientes completaram 48 semanas, todos, isto é, 100% dos pacientes continuam curados, indetectáveis ao vírus.

Dos 94 participantes do estudo Positron, 88 já completaram 24 semanas após o tratamento e 37 pacientes completaram 48 semanas, todos, 100% dos pacientes continuam curados, indetectáveis ao vírus.

Dos 91 participantes do estudo Fusion, 91 já completaram 24 semanas após o tratamento todos, 100% dos pacientes continuam curados, indetectáveis ao vírus. Ainda não existem os dados de 48 semanas após o tratamento.

Dos 210 participantes do estudo Neutrino 185 já completaram 24 semanas após o tratamento e até o momento somente 1 paciente completou 48 semanas, todos, 100% dos pacientes continuam curados, indetectáveis ao vírus.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO