048_AASLD_2015_port

A necessidade de informação para o paciente tomar a decisão de tratar a hepatite C - AASLD 2015

23/11/2015

Com o aparecimento de vários tratamentos orais na hepatite C e chegando uma avalanche de novos medicamentos proximamente, os infectados terão que tomar decisões, discutindo com os médicos, sobre a necessidade de iniciar o tratamento e em caso afirmativo, qual o melhor tratamento para ele próprio.

Um estudo na Universidade de North Carolina (Estados Unidos) entrevistou pacientes infectados com hepatite C para conhecer quais tópicos consideravam de maior importância para tomar a decisão de iniciar ou aguardar pelo tratamento.

Por meio de entrevistas qualitativas e quantitativas, pacientes de um ambulatório de fígado que não estavam em tratamento da hepatite C utilizavam um formulário para avaliar com valores entre 1 e 5 a importância de 17 tópicos de informação. Todos os tópicos foram considerados como "extremamente" ou "muito importante" pelos pacientes, mostrando o resultado que a carência de informações é realmente muito grande para os pacientes.

As três principais prioridades para a informação eram conhecer qual a chance de ser curado com cada um dos tratamentos disponíveis ou, pelos que estão por chegar a curto prazo, conhecer quais os efeitos colaterais de cada tratamento e qual a sobrevivência a longo prazo se resultar curado.

A seguir ficaram a necessidade de conhecer quais seriam as mudanças necessárias do estilo de vida durante o tratamento, como ficará a regeneração do fígado tendo outras doenças e desejavam conhecer detalhes completos sobre os protocolos de tratamento.

Concluíram os pesquisadores que os pacientes sentem que precisam de uma grande quantidade de informações para ajuda-los com o processo da tomada de decisões sobre se devem, ou não, se submeter ao tratamento e selecionar qual o melhor tratamento para eles.

MEU COMENTÁRIO

Pessoalmente fiquei muito feliz com esta apresentação, pois confirmou como foi acertada a nossa estratégia de levar durante os últimos anos informação aos pacientes, explicando de forma simples, sem "mediques", sobre os tratamentos, medicamentos e como conviver com a hepatite.

O resultado do estudo apresentado no Congresso confirma que nossa máxima que sempre colocamos estava acertada: "A INFORMAÇÃO É UM EXCELENTE MEDICAMENTO".

Esperamos poder contar com recursos para continuarmos na nossa linha de levar informação atualizada e de qualidade para pacientes, profissionais de saúde e gestores da saúde.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Patient Decision-Making: The Informational Needs of Patients Making Decisions about HCV Treatment - Donna M. Evon, Carol E. Golin, Rachel E. Jones, Teodora Sto- ica, Sarah Willis, Michael W. Fried - Abstract 1114 - AASLD 2015


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO