065_AASLD_2015_port

O que podemos esperar na hepatite C apresentado no EASL 2016

02/05/2016

Seis apresentações com excelentes novidades.

1 - Na Alemanha, no mundo real, o tratamento 3D com ribavirina obteve 88% de cura no genótipo 1-a sem cirrose e 85% nos pacientes com cirrose. No genótipo 1-b sem cirrose 89% de cura sem ribavirina e nos pacientes com cirrose 76% com ribavirina.

O mesmo tratamento 3D com ribavirina realizado em Israel em 432 pacientes obteve 99% de cura em pacientes infectados com o genótipo 1 com ou sem cirrose.

2 - A combinação de sofosbuvir, ledipasvir e ribavirina em tratamento do genótipo 3 em tratamento de 12 semanas no Canadá obteve 94% de cura em pacientes sem cirrose e 79% em pacientes cirróticos.

3 - Estudo comparativo de 382 infectados com hepatite C mostrou que profissionais de saúde sem experiência que receberam 3 horas de treinamento dado por médicos hepatologistas conseguiram taxas de cura similares aos dos obtidos pelos hepatologistas. Enquanto os profissionais de saúde obtiveram nos seus pacientes a cura de 95,2% os médicos hepatologistas obtiveram 92,7% de cura. O resultado melhor entre os profissionais da saúde é atribuído a maior aderência dos pacientes ao tratamento, enquanto os pacientes atendidos pelos profissionais de saúde tiveram 81,5% de aderência aos medicamentos os pacientes atendidos pelos médicos apresentaram uma aderência de 63,8%.

4 - Estudo em Fase 2 de pacientes transplantados de rins infectados com hepatite C infectados com o genótipo 1 tratados com sofosbuvir e ledipasvir durante 12 semanas (51 pacientes) obteve 100% de cura e entre os tratados durante 24 semanas (53 pacientes) a cura foi de 96%.

5 - Dados do estudo C-CREST que utiliza no tratamento de 8 semanas a combinação de grazoprevir com elbasvir ou MK-8408 ou MK-3682 em diferentes dosagens, obteve nos melhores resultados a cura de 100% dos infectados com o genótipo 1, de 94% dos infectados com o genótipo 2 e de 95% dos infectados com o genótipo 3.

6 - No tratamento de 4 semanas de duração com duas injeções de RG-101, uma no primeiro dia e outra no dia 29 do tratamento em combinação com daclatasvir, simeprevir ou sofosbuvir/ledipasvir (qualquer um deles) na semana 12 após o final do tratamento o resultado mostra 100% de cura quando utilizado o daclatasvir ou o sofosbuvir/ledipasvir e de 93,3% ao se utilizar o simeprevir.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO