066_EASL_2016_port

Ganhos sem precedentes na expectativa de vida dos pacientes tratados - EASL 2016

16/05/2016

INFARMED - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, é a agencia reguladora do governo de Portugal que tem por missão regular e supervisionar os setores dos medicamentos e produtos de saúde. Estudo apresentado no EASL 2016 mostra os resultados e benefícios obtidos após a implementação da política de tratar todos os infectados já diagnosticados com hepatite C, com qualquer grau de fibroses.

Em fevereiro de 2015, o Ministério da Saúde Português iniciou uma nova política de tratamento da hepatite C outorgando acesso universal à sofosbuvir e ledipasvir / sofosbuvir. O impacto de tal política só será observado nas próximas décadas.

Uma análise do impacto econômico da nova política a longo prazo, comparando com a antiga política de tratamento, foi estimada utilizando o modelo estatístico de Markov, avaliando a mortalidade dos infectados (esperança de vida, mortes relacionadas com a hepatite C) e a morbidade (casos potencialmente relacionados de cirrose, câncer de fígado e transplantes de fígado) e aos gastos relacionados ao tratamento. A sobrevivência global foi medida com o estimador de Kaplan-Meier.

Nos primeiros nove meses da nova política 6.972 infectados receberam tratamento, a média de idade era de 51,8 anos, 73,1% do sexo masculino, 68,4% infectados com o genótipo 1, 1,2% com o genótipo 2, 17,7% com o genótipo 3, 12,5% com o genótipo 4 e 0,2 com os genótipos 5 e 6. 34,7% já se encontravam com cirrose, 26,6% estavam co-infectados com HIV/aids. 56,1% nunca antes tinham recebido qualquer tratamento antiviral.

83,6% dos tratamentos foram realizados com sofosbuvir/ledipasvir (Harvoni®) em 12 ou 24 semanas, 12,9% somente com sofosbuvir em 12 ou 24 semanas e 3,5% com outros medicamentos.

RESULTADOS

A análise desse corte de 6.972 infectados permitiu a INFARMED estimar que serão evitadas 2.826 mortes relacionadas com a hepatite C, resultando em 7,4 anos de incremento médio na expectativa de vida dos pacientes curados, resultando em 50.962 anos de vida ganhos em comparação com a velha política.

Ainda, é estimado que serão evitados 2.170 casos de cirrose descompensada e 1.455 casos de câncer de fígado, além de 260 transplantes de fígado no longo prazo na saúde pública, resultando em uma diminuição de mais de 219 milhões de euros para o sistema de saúde.

MEU COMENTÁRIO

Portugal foi o primeiro país a determinar o tratamento de todos os indivíduos diagnosticados com hepatite C independentemente do dano hepático existente.

É encorajador para outros países ver que o próprio governo, por intermédio da INFARMED - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde reconheça o acerto de tal política de saúde pública, mostrando que não é uma despesa e sim uma redução de gastos no sistema público da saúde.

Sem dúvida um exemplo concreto de resultados positivos que deveria ser seguido pelo mundo todo e assim enfrentar a epidemia de hepatite C.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
LONG-TERM EFFECT OF THE PORTUGUESE UNIVERSAL ACCESS PROGRAM TO NEW GENERATION DIRECT-ACTING ANTIVIRALS FOR THE TREATMENT OF HEPATITIS C - João Martins, Jorge Rodrigues, Ana Paula Martins, Valeska Andreozzi, Björn Vandewalle, Jorge Félix, Eurico Castro Alves, Hélder Mota-Filipe - EASL 2016 - Abstract SAT-178


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO