175_a_noticias_port

Denunciando a falta de medicamentos para tratamento das hepatites B e C

13/02/2017

Se você está em tratamento das hepatites B ou C ou é transplantado e usa medicamentos para evitar a rejeição do órgão e encontra dificuldades para a continuidade do tratamento na sua região, informe a situação nos enviando um e-mail.

Desde outubro de 2015, quando o Ministério da Saúde anunciou a chegada do novo tratamento para Hepatite C, com daclatasvir, simeprevir e sofosbuvir, já foram atendidos 45.000 pacientes com grau de fibrose F3 ou F4 (cirroses). Embora 45.000 tratamentos atendam praticamente quase todos os infectados com fibrose F3 e F4 a entrega dos medicamentos em alguns casos provoca atrasos adiando a esperança de milhares de pessoas em conseguir controlar a doença.

O nosso objetivo é periodicamente informar de forma publica a falta de medicamentos, também, comunicando o problema as autoridades, tentando dessa forma solucionar o problema.

Não adianta apenas reclamar, é necessário unir forças e registrar números de pessoas com medicamentos em falta. O atraso, falta ou irregularidade na entrega de medicamentos, leva a descontinuidade do tratamento medicamentoso.

Se você é paciente, familiar ou até mesmo profissional da saúde, envie sua reclamação para hepato@hepato.com , seus dados pessoais não serão divulgados para terceiros e em nenhum momento você será exposto.

Em poucos dias entraremos em contato por e-mail orientando as diversas formas para regularizar a entrega dos medicamentos.

EM TEMPO - FIBROSE 2

Está chegando a hora de começar a exigir que os infectados com hepatite C com fibrose em grau 2 passem a ser contemplados no protocolo para receber tratamento com os novos medicamentos.

Se não comtemplados administrativamente até julho próximo, o caminho deverá ser o da Justiça, de forma individual.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO