207_a_noticias_port

Resultados do "World Hepatitis Summit 2017" - "Cúpula Mundial da Hepatite 2017"

05/11/2017

Durante três dias, de 1 a 3 de novembro de 2017, mais de 900 delegados de 110 países colaboraram estreitamente para eliminar a hepatite viral. Os temas discutidos variaram desde a hepatite D na Amazônia, hepatite em crianças até o andamento das pesquisas para uma cura de hepatite B e, ainda, formas de financiamento sustentável, entre muitos outros. Não é um evento médico, é um evento de políticas em saúde pública.

325 milhões de pessoas viviam com hepatite crônica e 1,34 milhões de pessoas morreram de hepatite viral em 2015, um grave problema de saúde pública global onde foi discutida a preocupação com a falta de progresso na sua prevenção e controle nos países em desenvolvimento devido à falta de uma abordagem integrada das medidas de prevenção e controle, bem como ou inadequado acesso a tratamentos e cuidados acessíveis e adequados.

As hepatites A e B podem ser prevenidas por vacinação já existindo uma cura para hepatite C e tratamento para a hepatite B.

Existe urgente necessidade de uma abordagem global para eliminar a hepatite viral como um problema de saúde pública através da prevenção, diagnóstico, tratamento e vigilância de todas as formas de vírus das hepatites - com foco especial na hepatite viral B e C, que têm as maiores taxas de morbidade e mortalidade.

Foi discutido que é necessário que os países adotem a estratégia do setor de saúde mundial sobre hepatite viral 2016-2021, adotada pela Resolução WHA69.22, bem como as Resoluções da Assembleia Mundial da Saúde WHA45.17, WHA63.18, WHA67.6 e WHA69.11 e a Declaração de Glasgow de 2015 sobre Hepatite. As diretrizes já existem, cabe a cada país as executar.

O mundo deve reconhecer que com a introdução de novos produtos farmacêuticos baseados em fortes e vultosos investimentos em inovação para hepatite B e C nos últimos anos é que se conseguiu chegar a cura da hepatite C e melhorar os tratamentos para hepatite B.

Pessoalmente penso que sem a colocação de muitos bilhões de dólares pela indústria farmacêutica, não teríamos tratamentos. É necessário inovar e não sorrateiramente querer ganhar dinheiro copiando. Os direitos de propriedade intelectual sobre patentes são um incentivo importante no desenvolvimento de novos medicamentos.

Finalmente, após discutir, debater e formular soluções, a Cúpula Mundial da Hepatite 2017 chegou ao fim com a assinatura da Declaração de São Paulo sobre Hepatite Viral. Mais de 250 organizações da sociedade civil se uniram para pedir aos representantes dos governos que assegurem as necessidades das pessoas que vivem com a doença.

A Declaração de São Paulo sobre Hepatite Viral, liderada pela Aliança Mundial contra a Hepatite, exige que os governos outorguem a hepatite viral a mesma prioridade que tem o HIV / AIDS, a malária e a tuberculose, que o estigma e a discriminação sejam adequadamente abordados e que os governos cumpram os compromissos dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável na para que "ninguém será deixado para trás".

A Carta de São Paulo não é apenas um pedaço de papel, é uma questão de vida e morte para mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo. A Carta de São Paulo pode ser acessada em http://www.aids.gov.br/sites/default/files/noticia/2017/65017/traducao_declaracao_de_sao_paulo_-_final.pdf

Brasil não somente recebeu com honra a "Cúpula Mundial da Hepatite 2017" como foi um exemplo de organização e planejamento estratégico para o sucesso do evento.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO