008_biopsia_port

O que é uma biópsia do fígado?

17/03/2008

A biópsia do fígado é um procedimento médico mediante o qual um médico usa uma agulha especial para retirar um pedacinho de tecido do fígado para ver se existem sinais de danos. Uma biópsia do fígado ajudará você e a seu médico saber mais sobre a saúde do fígado.

Isto é importante se você tiver hepatite C ou outra enfermidade do fígado e está por tomar uma decisão quanto ao tratamento que deverá realizar. Uma biópsia do fígado também pode ser de muita utilidade se seu médico não estiver seguro do que está causando seu problema no fígado. Não obstante, não todos necessitam uma biópsia do fígado.


A biópsia do fígado - o procedimento


Uma biópsia do fígado é um procedimento médico que se realiza em um hospital. Você terá que deitar-se de costas durante o procedimento. Primeiro, o médico encontrará o espaço entre as costelas do lado direito onde se pode realizar uma biópsia do fígado de forma mais segura.

Depois o médico limpará a pele nesse lugar e lhe injetará um anestésico local para adormecer a área. Depois que a área esteja adormecida, o médico inserirá uma agulha de biópsia para tirar um pedacinho de fígado. Esta parte do procedimento se leva a cabo rapidamente, podendo ser guiada, ou não, por ultra-sonografia.

A maioria das pessoas que realizam uma biópsia do fígado dizem que só pode doer um pouco, mas totalmente suportável. Em general, sente-se uma espetada quando o médico injeta o anestésico. Muitas pessoas também sentem pressão quando o médico insere a agulha de biópsia. Algumas pessoas dizem que também sentem esta pressão no ombro direito.


A biópsia do fígado - depois do procedimento


Após realizar a biópsia, o médico lhe pedirá que se vire e fique deitado de lado e permaneça tranqüilo nesta posição por 1 ou 2 horas. Isto é para realizar pressão na área onde se realizou a biópsia, com o fim de evitar hemorragias ou outros problemas que podem acontecer se tentar se levantar logo.

Depois seu médico poderia solicitar exames de sangue para assegurar que não esteja sangrando. A seguir você terá alta. Siga as instruções do médico de não levantar coisas pesadas nem fazer exercícios muito fortes por 2 semanas, de maneira que o corpo tenha suficiente tempo para se recuperar totalmente.

Os riscos da biópsia do fígado


Uma biópsia do fígado pelo general é muito segura. Mas, como pode acontecer com qualquer procedimento médico, há alguns riscos, os quais incluem:

- dor no lugar da biópsia
- sangramento no fígado
- perfuração de outros órgãos, se algo for mal quando inserida a agulha
-muito raramente, a morte (1 de cada 10.000 casos)

Você não deve fazer uma biópsia do fígado se tomou aspirina ou outro medicamento que dilui o sangue até uma semana antes de seu procedimento. Tampouco deve tomar estes medicamentos uma semana depois de haver realizado a biópsia. Assegure-se de falar a seu médico todos os medicamentos que esteve tomando ou que planeja tomar. Tampouco deve fazer uma biópsia do fígado se seu médico acreditar que sua enfermidade do fígado progrediu até o ponto que o sangue não coagula normalmente.

Uma publicação de Hepatitis C Support Project, traduzida por Carlos Varaldo - Grupo Otimismo

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO