015_biopsia_port

A biópsia líquida poderá ser uma nova maneira de detectar câncer de fígado precocemente

16/10/2017

Uma equipe internacional de pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade da Califórnia em San Diego e do Centro de Câncer da Universidade Sun Yet-Sun e outras instituições colaboradoras, desenvolveram um novo método de diagnóstico e prognóstico para detecção precoce de carcinoma hepatocelular (câncer de fígado), com base em uma simples amostra de sangue contendo o DNA do tumor circulante.

O carcinoma hepatocelular é o tipo mais comum de câncer de fígado primário em adultos, uma das principais causas de morte no mundo, com mais de 780.000 novos casos e 740.000 mortes por ano. As taxas de incidência de câncer de fígado estão aumentando.

A esteatohepatite não alcoólica (gordura no fígado) é atualmente uma das principais causas do desenvolvimento do câncer de fígado. Como muitos tipos de câncer, a detecção precoce melhora o prognóstico e as taxas de sobrevivência, em parte devido a uma maior eficácia do tratamento localizado versus tratamentos sistêmicos.

Mas os métodos de diagnostico para o câncer de fígado dependem principalmente de exames de imagem e de um exame de sangue para um marcador não específico chamado alpha-fetoproteina (AFP), que geralmente é elevado quando a doença é significativamente avançada, com utilidade clínica limitada devido à baixa sensibilidade.

No estudo, os pesquisadores analisaram centenas de milhares de perfis de metilação (um tipo de modificação química do DNA) de pacientes com câncer de fígado e controles saudáveis. Os pesquisadores identificaram um painel específico de marcadores de metilação que se correlacionaram com o câncer de fígado e, em seguida, usaram uma variedade de métodos para examinar sua eficácia na detecção e avaliação de câncer de fígado em 1.098 pacientes com câncer e 835 controles normais.

Concluem os pesquisadores que o diagnóstico de câncer de fígado baseado em sangue altamente correlacionado com carga tumoral, resposta ao tratamento e estágio de câncer é uma ótima demonstração para uma nova abordagem mais efetiva do diagnóstico precoce do câncer de fígado.

MEU COMENTÁRIO

Testes de sangue não invasivos, neste caso chamado de "biopsia liquida" por ser realizado numa amostra de sangue, apresentam uma alternativa melhor para o diagnóstico do câncer de fígado. Agora é necessário aguardar que esse novo teste chegue quanto antes ao mercado.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Circulating tumour DNA methylation markers for diagnosis and prognosis of hepatocellular carcinoma - Rui-hua Xu, Wei Wei, Michal Krawczyk, Wenqiu Wang, Huiyan Luo, Ken Flagg, Shaohua Yi, William Shi, Qingli Quan, Kang Li, Lianghong Zheng, Heng Zhang, Bennett A. Caughey, Qi Zhao, Jiayi Hou, Runze Zhang, Yanxin Xu, Huimin Cai, Gen Li, Rui Hou, Zheng Zhong, Danni Lin, Xin Fu, Jie Zhu, Yaou Duan, Meixing Yu, Binwu Ying, Wengeng Zhang, Juan Wang, Edward Zhang, Charlotte Zhang, Oulan Li, Rongping Guo, Hannah Carter, Jian-kang Zhu, Xiaoke Hao, Kang Zhang - Nature Materials (2017) doi:10.1038/nmat4997


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO