011_cancer_port

O genotipo 3 é o que apresenta maior probabilidade de desenvolver câncer no fígado

03/10/2011

O "Journal of Viral Hepatitis" publica pesquisa realizada na França em pacientes infectados com o genotipo 3 da hepatite C e esteatose (depósitos de gordura no fígado) por ser a mesma de maior prevalência nos infectados com o genotipo 3.

O objetivo era o de conhecer se nos pacientes infectados com o genotipo 3 que desenvolvem esteatose por causa das características do vírus a possibilidade de desenvolver câncer é maior.

Em uma analise retrospectiva foram selecionados 353 pacientes infectados com diversos genótipos da hepatite C, todos com cirrose causada pela hepatite e presença persistente do vírus. Os pacientes foram acompanhados prospectivamente para encontrar casos de câncer no fígado entre os anos de 1994 até 2007.

Os 25 pacientes infectados com o genotipo 3 apresentavam em comparação com os 328 pacientes infectados com outros genótipos uma menor atividade de protrombina sendo de 78 (intervalos entre 60-85) no genotipo 3 contra 85 (intervalos entre 71-195) nos outros genótipos. O abuso de consumo de álcool também foi maior no genotipo 3 (48%) que nos outros genótipos (29%)

Ao acompanhar os pacientes por um período médio de 5,5 anos, foi encontrado que 44% dos infectados com o genotipo 3, com cirrose e vírus ativo tinham desenvolvido câncer no fígado, contra 26% dos pacientes infectados com outros genótipos, também cirróticos e com vírus ativo.

Na analise multivariada realizada pelos pesquisadores, a infecção com o genotipo 3 foi independentemente associada com um risco aumentado de ocorrência de câncer no fígado, mesmo após o ajuste para a atividade da protrombina e o abuso do consumo de álcool.

Concluem os autores que para pacientes com cirrose, com infecção ativa pelo genotipo 3 da hepatite C existe maior risco para o aparecimento do câncer no fígado.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
HCV genotype 3 is associated with a higher hepatocellular carcinoma incidence in patients with ongoing viral C cirrhosis - Nkontchou, G.; Ziol, M.; Aout, M.; Lhabadie, M.; Baazia, Y.; Mahmoudi, A.; Roulot, D.; Ganne-Carrie, N.; Grando-Lemaire, V.; Trinchet, J.-C.; Gordien, E.; Vicaut, E.; Baghad, I.; Beaugrand, M. - Journal of Viral Hepatitis, Volume 18, Number 10, 1 October 2011 , pp. e516-e522(7)


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO