019_cancer_port

Níveis altos de Selênio protegem contra câncer de fígado (Castanha do Pará é o ideal)

07/07/2016

A Agencia Internacional para a Investigação sobre o Câncer de Fígado publicou no "The American Journal of Clinical Nutrition" um estudo que mostra como um nível alto de Selênio no organismo está associado com um menor risco de desenvolver o tumor.

Níveis mais altos de Selênio no sangue e o de selenoproteína P (proteína que distribui o Selênio no organismo) são os responsáveis por causar o benefício.

A pesquisa é um projeto conjunto da Agencia Internacional para a Investigação sobre o Câncer de Fígado, o Real Colégio de Cirurgiões da Irlanda, a Escola de Medicina Charité de Berlim e um equipe de profissionais do Estudo Prospectivo Europeu sobre Câncer e Nutrição.

O estudo utilizou dados do EPIC no qual se encontram dados de 500.000 participantes de 10 países europeus, selecionando 121 canceres de fígado e 140 de vesícula biliar e os comparando com o mesmo número de indivíduos livres de câncer.

Concluem os autores que quando o Selênio se encontra abaixo dos níveis considerados ótimos, aumentar o consumo pode ser uma estratégia para prevenção do câncer de fígado, isso aliado ao paciente evitar o consumo de bebidas alcoólicas, manter o peso ideal e deixar de fumar. Informam ainda que os resultados devem ser validados por outros estudos antes de redigir recomendações de saúde pública.

MEUS COMENTÁRIOS

O câncer de fígado é a segunda causa mais comum de morte por câncer, sendo responsável por mais 746.000 mortes em 2012. O grande problema é que o diagnostico em geral é feito já nas fases avançadas do tumor.

O SELENIO

O Selênio é um micronutriente essencial para o ser humano, em especial para o funcionamento eficaz do sistema imune e no controle dos processos oxidativos relacionados com o desenvolvimento do câncer, sendo encontrado em alimentos como os mariscos, salmão, castanha do Pará (Nueces de Brasil), carne, ovos, grãos e cebolas.

O alimento mais rico em Selênio é a castanha do Pará. Com duas ou três castanhas do Pará ao dia é suficiente para ter o nível ideal. Cuidado com o excesso de Selênio, pois ele pode causar problemas, como cansaço nos músculos do corpo; congestão vascular interna; queda de cabelos; enfraquecimento das unhas e dermatite.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Prediagnostic selenium status and hepatobiliary cancer risk in the European Prospective Investigation into Cancer and Nutrition cohort - David J Hughes and others - The American Journal of Clinical Nutrition - First published June 29, 2016, doi: 10.3945/ajcn.116.131672Am


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO