005_cirrose_port

Quais são as opções de tratamentos para cirrose?

03/09/2012

O tratamento da cirrose é feito com o objetivo de deter a destruição das células hepáticas ou fazer com que a progressão seja retardada, minimizando o avanço do dano hepático, e evitando as complicações que possam surgir numa descompensação. Em todos estes casos, tenta-se acabar com o agente que causa a doença.

Na cirrose alcoólica, por exemplo, a pessoa tem de deixar de beber álcool para deter a progressão da doença. Se a pessoa tiver hepatite causada por vírus, o médico pode administrar medicamentos antivirais para reduzir o avanço do dano hepático.

Para poder tratar a hepatite C em pacientes com cirrose é necessário que a cirrose ainda esteja compensada, sem apresentar os sintomas e as complicações que a descompensação produz, como a ascite, os sangramentos ou a encefalopatia. Pacientes com cirrose descompensada não podem receber tratamento com interferon.

Já no caso de cirrose provocada pela hepatite B, o tratamento da hepatite B sempre pode ser realizado, esteja a cirrose compensada ou descompensada e o tratamento será realizado com medicamentos orais.

Quando o quadro é de descompensação, podem ser indicados medicamentos para controlar os sintomas e as complicações causados pela cirrose. A ascite é tratada reduzindo o sal na dieta e medicamentos tipo diuréticos também podem ser indicados para remover o excesso de fluido e impedir a ocorrência de edemas. Em casos extremos uma punção é realizada para retirar o excesso de líquidos no abdome.

Dieta e medicamentos específicos podem ajudar a melhorar as alterações das funções mentais que a cirrose tende a causar. Por exemplo, diminuindo a proteína na dieta teremos uma menor formação de toxinas na área digestiva. Podem ser dados laxantes como lactulose para ajudar a absorver as toxinas e acelerar a sua remoção dos intestinos.

Os dois problemas principais na cirrose são o fracasso total das funções hepáticas, quando as células do fígado deixam de trabalhar e, a hemorragia das varizes do esôfago causada pela hipertensão portal. O médico pode prescrever medicamentos para controlar a pressão sanguínea e tratar a hipertensão portal.

Se o paciente sangrar pelas varizes do esôfago, o médico pode tratar estas veias com medicamentos e procedimentos administrados por um tubo flexível (endoscópio), que é inserido pela boca.

Em casos críticos, um transplante ou uma cirurgia de desvio da portacava poderá ser necessário para aliviar a pressão portal ou o rompimento das varizes.

É freqüente que indivíduos com cirrose consigam levar uma vida saudável por muitos anos, e isso até mesmo quando desenvolvem algumas complicações, as quais, normalmente, podem ser tratadas. Indivíduos com cirrose, depois da realização de um transplante de fígado levam uma vida totalmente normal.

Porém, é importante o paciente com cirrose lembrar que qualquer tipo de teste, procedimento ou medicamento sempre pode significar algum risco. Antes de tomar qualquer decisão sobre sua saúde, pergunte sempre a seu médico para saber quais serão os benefícios e os riscos envolvidos.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO