024_cura_port

Possibilidades de cura em tratamentos utilizando sofosbuvir

18/01/2016

Sofosbuvir é um medicamento para tratamento da hepatite C que sempre deve ser utilizado combinado a outros medicamentos. Sofosbuvir deve ser tomado uma vez ao dia, em tratamentos que poder durar 12 ou 24 semanas.

Combinações de medicamentos com sofosbuvir:


1 - Ribavirina + sofosbuvir - Pessoas com indicação para utilizar ribavirina a devem utilizar duas vezes ao dia, de preferencia junto a alguma alimentação.

2 - Simeprevir + sofosbuvir - Combinação para o tratamento do genótipo 1.

3 - Daclatasvir + sofosbuvir - Combinação para o tratamento dos genotipos 1 e 3.

Taxas de cura observadas na vida real após mais de 450.000 pacientes tratados:

GENÓTIPO 1

- Tratamento com simeprevir e sofosbuvir com ou sem ribavirina, em pacientes nunca antes tratados e sem cirrose, cura entre 88% e 92%. Com cirrose, cura de 88% em 12 semanas de tratamento. Tratamento de 24 semanas, cura entre 75% e 87%, chegando a 100% em alguns estudos.

- Tratamento com simeprevir e sofosbuvir com ribavirina, em pacientes não respondedores a um tratamento anterior e sem cirrose, cura entre 81% e 87%. Com cirrose, cura de 79% em 12 semanas de tratamento. Tratamento de 24 semanas, com ou sem ribavirina, cura de 95%.

- Tratamento com daclatasvir e sofosbuvir sem ribavirina, em pacientes nunca antes tratados ou não respondedores a um tratamento anterior, sem cirrose, tratamento de 12 semanas com cura de 90%. Em tratamento de 24 semanas a cura de 95%

- Tratamento com daclatasvir, sofosbuvir e ribavirina com avançada cirrose em 12 semanas de tratamento, cura de 83%.

- Tratamento com daclatasvir, sofosbuvir e ribavirina em transplantados de fígado em 12 semanas de tratamento, cura de 94%.

- Tratamento com daclatasvir e sofosbuvir de co-infectados HIV/HCV nunca antes tratados para hepatite C em 12 semanas de tratamento 97% de cura. Tratamento de 12 semanas em não respondedores a um tratamento anterior, cura de 98%.

- Tratamento com daclatasvir e sofosbuvir com e sem ribavirina não respondedores a tratamentos realizados com boceprevir ou telaprevir, em 24 semanas de tratamento, cura de 100%.

GENÓTIPO 2

- Tratamento do genótipo 2 com sofosbuvir e ribavirina em 12 semanas de pacientes nunca antes tratados ou não respondedores a um tratamento anterior, taxas de cura de 88% a 100%. Já nos pacientes com cirrose na vida real a cura foi de 65% nos nunca antes tratados e de 75% nos não respondedores a um tratamento anterior. Em tratamentos de 16 semanas a cura no total dos infectados com o genótipo 2 foi de 87% e em tratamentos de 24 semanas de 100%.

GENÓTIPO 3

- Tratamento com daclatasvir e sofosbuvir sem ribavirina, em pacientes nunca antes tratados e sem cirrose, cura de 98%. Tratamento com Sofosbuvir, interferon pegilado e ribavirina, em 12 semanas, cura de 96%. Tratamento com sofosbuvir e ribavirina em 16 semanas, cura de 83%. Tratamento com sofosbuvir e ribavirina em 24 semanas, cura entre 90% e 94%.

- Tratamento com daclatasvir e sofosbuvir com ribavirina, em pacientes não respondedores a um tratamento anterior e sem cirrose, cura 92%. (Resultado dos ensaios clínicos). Tratamento com sofosbuvir e ribavirina em 24 semanas, cura 87%. Tratamento com Interferon peguilado, sofosbuvir e ribavirina, em 12 semanas, cura de 94%.

- Tratamento com daclatasvir e sofosbuvir com ou sem ribavirina, em pacientes nunca antes tratados, com cirrose, cura de 58%. Tratamento com sofosbuvir, interferon pegilado e ribavirina em 12 semanas, cura de 91%, Tratamento com sofosbuvir e ribavirina em 12 semanas, cura entre 82% e 92%.

- Tratamento com daclatasvir e sofosbuvir com ou sem ribavirina, em pacientes não respondedores a um tratamento anterior, com cirrose, cura de 69%. (Resultado apresentado em AASLD - IDSA). Tratamento com sofosbuvir e ribavirina em 24 semanas, cura entre 60% e 77%. Tratamento com Interferon peguilado e sofosbuvir mais ribavirina, em 12 semanas, cura de 86%.

- Tratamento de co-infectados HIV/HCV com daclatasvir e sofosbuvir sem ribavirina, em pacientes nunca antes tratados ou não respondedores a um tratamento anterior, com ou sem cirrose, cura de 100%. (Resultado dos ensaios clínicos)



O tratamento da hepatite C está mudando rapidamente. Sofosbuvir está sendo estudado em outras combinações livre de interferon que ainda não foram aprovadas.

Aproximadamente 15% dos pacientes apresentam um ou mais dos seguintes efeitos colaterais: náusea, insónia, prurido, anemia, fraqueza, erupções cutâneas, diarréia e irritabilidade, em geral em formas leves.

O uso de outros medicamentos podem aumentar ou diminuir os níveis das drogas (chamadas de interações medicamentosas). O aumento da ação dos medicamentos pode aumentar os efeitos colaterais de cada medicamento que o pacientes esteja fazendo uso.

Converse com seu médico antes de iniciar ou parar medicamentos, suplementos alimentares, ou suplementos a base de ervas. Informações sobre as interações medicamentosas dos tratamentos da hepatite C são encontrados em: >http://www.hep-druginteractions.org/interactions.aspx

Sofosbuvir não deve ser utilizado com um medicamento chamado amiodarona porque pode causar problemas cardíacos com risco de vida.

ATENÇÂO!


O mais importante que um paciente pode fazer para ser curado é não perder nenhuma doses dos medicamentos receitados para o tratamento, pois poderá perder o tratamento e, pior ainda, criar resistência viral para um novo tratamento.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO