031_cura_port

Os novos medicamentos livres de interferon respondem igual em brancos, negros, hispânicos ou asiáticos?

07/11/2016

O tratamento com interferon peguilado e ribavirina apresentava taxas de cura diferentes. Enquanto pacientes asiáticos obtinham a maior taxa de cura, inclusive superior a pacientes de raça branca, os pacientes de raça negra e os hispânicos são os que possuíam menor possibilidade de sucesso com o tratamento.

Um estudo que teve o objetivo de analisar a associação entre raça / etnia e a possibilidade de cura ao tratar a hepatite C com os novos medicamentos orais livres de interferon está sendo publicado na "Hepatology" deste mês.

O estudo foi realizado entre os veteranos de guerra dos Estados Unidos. Foram identificados 21.095 infectados com hepatite C, sendo 11.029 brancos (52%), 6.171 de raça negra (29%), 1.187 hispânicos (6%), 348 asiáticos, índios americanos ou nativos do Alaska (2%). Em 2.360 não existem registros sobre a raça / etnia.

O tratamento da hepatite C foi realizado entre janeiro de 2014 e junho de 2016 com regimes contendo sofosbuvir, simeprevir / sofosbuvir, ledipasvir / sofosbuvir ou paritaprevir / ombitasvir / ritonavir / dasabuvir.

As taxas de cura (resposta sustentada) foram:

- Pacientes brancos, com 89,8% de cura.

- Pacientes negros, com 89,8% de cura.

- Pacientes hispânicos, com 86,0% de cura.

- Pacientes asiáticos, com 90,7% de cura.

Concluem os autores que o tratamento da hepatite C com os medicamentos orais livres de interferon apresentam praticamente a mesma taxa de cura em pacientes de todas as raças e etnias. Alertam que tratamentos de somente oito semanas com ledipasvir / sofosbuvir devem ser evitados em pacientes de raça negra infectados com o genótipo 1.

MEU COMENTÁRIO

La classificação utilizada para identificar raça ou etnia são os constantes no estudo e foram integralmente respeitadas.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
The association between race/ethnicity and the effectiveness of direct antiviral agents for hepatitis C virus infection - Su F, Green PK, Berry K, Ioannou GN - Hepatology. 2016 Oct 24. doi: 10.1002/hep.28901.


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO