005_depoi_port

Daniele - O descobrimento - Brasil



Faz dois anos que meu pai realizou uma cirurgia para retirada de vesícula; a cirurgia demorou 6 horas; houve complicações. Durante a cirurgia vi que foi solicitado sangue para ele, fiquei desesperada e fiz uma promessa: doar sangue se tudo saísse bem; felizmente tive de cumpri-la pois ele saiu desenganado do centro cirúrgico e, em menos de dez dias já estava em casa.

Por pura ignorância e, confesso, muito medo, demorei um ano para realizar a doação; esta foi feita no SESI de Sto. André (SP) numa campanha da Fundação Pró Sangue. Duas semanas depois, recebi uma carta dizendo ser necessário repetir os exames; nem dei muito "bola" pois sabia estar com anemia e achei que o problema era este mas, como a curiosidade mata, decidi ir até lá e, fiquei sabendo ser hepatite C.

Dei risada, pois nunca tinha nem ficado amarela e não sentia nada, como poderia ser hepatite??? Procurei informações na Internet, inclusive neste site, percebi que poderia ter esta doença sem ficar amarela; e, principalmente ser uma doença séria; comecei a procurar vários médicos e, para minha surpresa estes estavam menos informados que eu, uma leiga advogada.

Quando voltei ao hemocentro para ver a contraprova expliquei estar insegura pois os médicos diziam não ser nada; a única coisa é que eu não DEVERIA BEBER MUITO; então, os médicos da Fundação Pró Sangue me indicaram a UNIDADE DE FÍGADO DA FACULDADE DE MEDICINA DA USP; fui lá e adorei; caí nas mãos de uma médica maravilhosa (Dra. Eloiza Quintela) que realizou minha biópsia (tudo deu grau 2).

Tenho a doença faz 24 anos pois fiz uma transfusão no nascimento e, nunca gostei de beber; penso ser por isso que tenho um fígado bom (dado o tempo da doença) e com funcionamento normal pois, embora tenha carga viral de 600.000 e de a biopsia ter acusado lesões, não há qualquer alteração nas funções hepáticas.

Tomo Interferon + Ribavirina faz 2 meses, tirando o mal estar dos primeiros dias, sinto-me muito bem, não há queda de cabelo, e nenhum outro sintoma; exceto uma pequena perda de peso (o que eu acho ótimo) até o cansaço que eu sentia antes e, que, aparentemente não tinha causa, não sinto mais. Estou ótima e muito confiante nos resultados e, coloco-me à disposição para dar aquela força nos momentos difíceis.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO