019_depoi_port

José L. Pilan - Brasil



Antes de mais nada, gostaria de agradecer ao Sr. Carlos Varaldo, pelas informações que temos recebido, durante todos esses anos, que nos serve de apoio, e orientação sobre nossa doença.

Meu nome e José Luiz Pilan, resido em Araraquara, descobri que tinha o vírus HVC em 2002, durante um exame de rotina, sou aposentado do extinto Banco do Estado de São Paulo S/A (Banespa).

Procurei o Dr. Marcelo Torquato em Ribeirão Preto, que apos exames PCR-Quant/Qual e Biopsia constatou-se portador de HVC genótipo 3A com 240.000 cópias.

Procurei informações e procedimento para conseguir a medicação pelo SESA - Serviço Especial de Saúde de Araraquara e inicie o Tratamento com interferon convencional (3 X semana) e Ribavirina 5 cp x dia.

Apos tratamento de um ano sem reações adversas aos medicamentos, (nada sentia), não tivemos resposta virótica. No Sesa em Araraquara tinha também acompanhamento do Dr. Eduardo Honain Hepatologista do Centro.

Tomei conhecimento que em Botucatu havia um medico, Dr. Giovanni Faria Silva, Hepatologista na UNESP de Botucatu, e por coincidência credenciado no meu plano de saúde (cabesp), apos consulta e com perspectiva de re-tratamento entrei com uma ação judicial para recebimento de novos medicamentos, desta vês interferon Peguilado Alfa 2 e ribavirina 5 cps x dia.

Através do Dr. Giovanni, Catedrático da UNESP, e pesquisador da UNESP, fizemos uma nova tentativa com medicamento importado dos Estados Unidos, Infergen 150 mg, (36 doses aplicados na Santa casa de Misericórdia de Botucatu) mais uma vez sem resposta virótica, às vezes o TGO/TGO abaixavam outras aumentavam, mas nunca negativaram.

Orientado pelo Dr. Giovanni e acompanhado pelo Dr. Honai, continuamos o tratamento por 6 anos com Peguilado e Ribavirina, sem sucesso! Durante esse período de 6 anos fizemos 03 biopsias, 02 endoscopias e vários Ultassom do Abdome para acompanhamento. Como não conseguimos negativar, interrompemos o tratamento em novembro de 2008.

Passei o ano de 2009 sem medicação nenhuma, apareceram vários problemas associados à hepatite C, dificuldade de urinar, pedras na vesícula (extraída), dormências nas pernas, e fraqueza no corpo todo.

Voltamos a consultar com Dr. Giovanni Faria Silva em Botucatu, e fomos orientados a iniciarmos um retratamento, desta vez com PEGINTRON 100/05 ml da Schering e 05 csp Ribavirina no inicio de 2010.

Apos a 4ª dose fizeram exames PCR - Qualitativo e para nossa Surpresa deu negativo. No dia 22 de março tomei a 10ª dose, e devo fazer novos exames apos a 12ª dose.

Estou bastante otimista porque pela primeira vez obtive um resultado Negativo.

- Também tomei durante todos esses anos, vários chás, de picão branco, preto, folhas e frutos da graviola, cogumelos do sol. etc. e tal... sem validade alguma, também fiz cirurgias espirituais (kardecistas).

- Não tenho conhecimento de como adquiri o vírus, porque nunca tive contato com drogas, nem transfusões de sangue, mas sempre fui doador de sangue por sem do tipo O+. Hoje infelizmente não posso doar mais.

Fui alcoólatra, mas hoje não bebo mais álcool de maneira nenhuma. Pratico esporte na medida do possível, pois sou aposentado e tenho 58 anos.

Como não sou escritor, e tenho ainda com alguma dificuldade para redigir texto, autorizo que esse meu depoimento possa sofrer uma melhoria, na sua redação.

Peço desculpas pelos erros de ortografia, e agradeço a oportunidade de expor meu depoimento.

Com muita Fé em Deus, nosso Pai de infinito Amor e Justiça, espero estar sendo curado desta vez para sempre.

Que Sabe em outra oportunidade eu também não possa estar relatando minha Cura Total!

Abraços com muito Carinho, Obrigado por tudo, e estou a inteira disposição no que for necessário.

José Luiz Pilan

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO