019_dietas_port

Má digestão - Alimentação, dieta e exercícios para ajudar o fígado na digestão

13/01/2014

Passadas as festas de fim de ano e imaginando que muitos abusaram das comidas, aumentando de peso, nada mais oportuno nesta semana falar de alimentação, dietas, estresse e exercícios.

Dieta, exercício, não ficar estressado e manter um peso saudável são estratégias importantes para ajudar a reduzir a progressão do dano no fígado nas doenças hepáticas e no caso da esteatose (fígado gorduroso) possivelmente eliminar o problema. Vamos então descrever cada uma das situações.


Falando da Má Digestão

Quando da má digestão os sintomas são bastante variados, mas freqüentemente é uma sensação de inchaço ou enfartamento depois de comer, popularmente se diz que "não caiu redondo".

O fígado desempenha muitas funções essenciais relacionadas com a digestão, metabolismo, imunidade, e o armazenamento de nutrientes dentro do corpo. Na digestão o fígado produz a bílis, que é responsável pela metabolização das gorduras para uma absorção mais fácil, bílis, é um fluido que contém, entre outras substâncias, água, produtos químicos, e ácidos biliares. A bile é armazenada na vesícula biliar e quando o alimento entra no duodeno (a primeira parte do intestino delgado), a bile é secretada para o duodeno, para ajudar na digestão de alimentos. O fígado é um dos órgãos mais ativos em seu corpo.

O fígado possui um sistema de desintoxicação, em que as drogas e toxinas são quimicamente convertidos em moléculas que podem ser eliminados através dos rins (na urina) ou do intestino (fezes). O fígado é também responsável pela síntese de a maior parte das proteínas que circulam no sangue, e que produz a bílis, o que é importante para a digestão de gorduras e é usado para a excreção de colesterol e outras moléculas solúveis em gordura.

O fígado é o principal órgão envolvido na manutenção de açúcar no sangue. Ele monitora as necessidades de glicose do seu corpo e fornece a glicose da digestão.

O fígado é o principal órgão também na qual as gorduras são metabolizadas. O fígado pode fazer o colesterol e é o local primário em que o colesterol é removido a partir do sangue. O fígado elimina colesterol sob a forma de ácidos biliares. Todos os dias, o fígado segrega cerca de 500 mililitros de ácidos biliares, que são utilizados durante a digestão para solubilizar gorduras.

Para evitar ter má digestão siga os seguintes conselhos:

- Coma pequenas porções e evite excessos.

- Coma refeições menores, mais freqüentes.

- Mastigue a comida devagar e completamente. v- Não beba durante as refeições.

- Evite atividades que resultam em engolir excesso de ar, tais como fumar, comer rapidamente, mascar chiclete, e bebidas com gás.

- Não se deite até duas horas após comer.

- Mantenha seu peso ideal sob controle.

Alimentos que podem agravar a má digestão:

- Álcool

- Feijão

- Chá com cafeína

- Café

- Coca Cola, Pepsi ou similares

- Laticínios

- Frituras

- Suco de laranja

- Amendoim

- Pimenta

- Rabanete

- Molhos picantes

- Tabaco

- Suco de tomate


Falando do estresse

O estresse também pode provocar problema na digestão, mas afortunadamente são muitas as técnicas para reduzir o estresse, como o relaxamento, terapia comportamental, exercícios, ouvir musica suave, reduzir a fadiga, etc.. Em geral:

- Descanse bastante.

- Adote uma rotina para dormir. Vá para a cama e levante, no mesmo horário a cada dia.

- Evite cafeína após o meio-dia.

- Evite ficar longos períodos sem dormir, com muito sono.


Falando do Exercício

Exercícios aeróbicos rotineiros reforçam os músculos do estomago e são um santo remédio para o aparelho digestivo.

- Realize exercícios aeróbicos três a cinco vezes por semana, durante 20 a 40 minutos por sessão. (consulte o médico antes de iniciar qualquer nova rotina de exercícios).

- Não faça exercício imediatamente após comer.

- Não faça exercício nos dias muito quentes.


Falando da mastigação para uma saudável digestão

A importância da mastigação é de fundamental importância para uma correta digestão.

- Mastigue bem.

- Mastigar é o processo físico de quebrar o alimento em fragmentos menores. Mastigação completa mistura bem os alimentos com a saliva, que umedece as partículas de alimento e fornece as enzimas, como a amilase e a lipase, necessárias para a digestão da gordura.

Mastigar é a forma de sinalizar o corpo para iniciar o processo de digestão, alertando o estômago e o pâncreas para se preparar no processo digestivo. Quando uma refeição não é bem mastigada, os fragmentos de alimentos são muito grandes e então as enzimas digestivas que atuam sobre a superfície dos pedaços de alimentos ocasiona uma digestão incompleta. Os nutrientes estarão sendo deixados na comida e não serão absorvidos, mas também será uma comida extra para as bactérias no cólon, resultando em crescimento excessivo de bactérias, produzindo gases e os sintomas da indigestão.


Falando de alimentação para os casos mais avançados da doença hepática

- Comer grandes quantidades de alimentos ricos em carboidratos. Os hidratos de carbono devem ser a maior fonte de calorias nesta dieta.

- Comer uma quantidade moderada de gordura, como indicado pelo médico. O aumento de hidratos de carbono e gordura ajuda evitar a degradação de proteínas no fígado.

- Comer cerca de 1 grama de proteína por quilograma de peso corporal. Isto significa que um indivíduo de 70 quilos deve comer 70 gramas de proteína por dia. Isto não inclui a proteína dos alimentos e vegetais ricos em amido. Mas lembra que uma pessoa com um fígado muito danificado pode precisar comer menos proteína. Converse com seu médico sobre suas necessidades de proteína.

- Tomar suplementos de vitaminas, especialmente do complexo B de vitaminas.

- Reduzir a quantidade de sal que você consome (normalmente menos de 1.500 miligramas por dia), se você está retendo líquidos.

Sempre converse com seu médico sobre a dieta que é melhor para você.


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO