021_dietas_port

Consumir queijo pode ajudar o fígado?

17/10/2016

O consumo de queijo tem sido relatado em diversos estudos como benéfico para reduzir o risco da síndrome metabólica, não entanto, os mecanismos através dos quais o queijo impede a desordem ainda não são completamente compreendidos.

Os estudos realizados são em geral estudos epidemiológicos, populacionais e retrospectivos e apesar de incluírem milhares de pessoas não podem afirmar enfaticamente porque populações que consumem produtos lácteos com frequência apresentam menor resistência a insulina que populações que não consumem produtos lácteos. O mais importante desses estudos foi realizado na Francia (Dairy Products and the Metabolic Syndrome in a Prospective Study, DESIR), com 3.417 pessoas demonstrando que nesse grupo o maior consumo de produtos lácteos (exceto o queijo) aumentava a quantidade de cálcio no organismo, estando inversamente relacionado com a possibilidade de a pessoa sofrer a síndrome metabólica.

A conclusão dos autores do estudo DESIR é que na população francesa fica demonstrada o efeito benéfico do consumo de produtos lácteos na síndrome metabólica e distúrbios glicêmicos. Por conseguinte, o consumo de produtos lácteos poderia ser protetor contra o risco cardiovascular.

ESTUDO EM RATOS

Acaba de ser publicado na revista "Dairy Science & Technology" um estudo japonês nos quais os pesquisadores decidiram experimentar em ratos se o consumo de queijo aumentaria o acumulo de lipídios no fígado e os níveis dos lipídios no organismo.

Dois grupos de sete ratos cada foram alimentados durante nove semanas com dietas ricas em gorduras. Em um dos grupos a dieta rica em gordura continha 20% de pó de queijo e no segundo grupo, também com uma dieta rica em gorduras, mas sem queijo. Amostras de sangue, do fígado, fezes, etc., foram recolhidas.

O grupo de ratos que durante 9 semanas teve a alimentação com queijo teve reduzida a acumulação de triglicerídeos e o colesterol no fígado, bem como um aumento do colesterol não-HDL no fígado. Em contraste o consumo de queijo aumentou a concentração do colesterol HDL no sangue. Além disso, o consumo de queijo aumentou a gordura encontrada nas fezes.

Concluem os autores do estudo realizado em ratos que o queijo provoca diversos efeitos benéficos para prevenir o desenvolvimento da síndroma metabólica através da supressão da acumulação de gordura no fígado.

MEUS COMENTÁRIOS

Seria precipitado afirmar que o consumo de queijos pode evitar o deposito de gordura no fígado provocando o distúrbio metabólico, distúrbio que leva o indivíduo para o diabetes tipo 2, a esteatose e aumenta a possibilidade de problemas cardíacos, mas é uma linha de pesquisa que está crescendo dia-a-dia. Esperamos novos estudos que confirmem, ou não, os benefícios do queijo e dos produtos lácteos na alimentação.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Cheese consumption prevents fat accumulation in the liver and improves serum lipid parameters in rats fed a high-fat diet - Satoshi Higurashi, Akihiro Ogawa, Takayuki Y. Nara, Ken Kato, Yukio Kadooka -Dairy Science & Technology - July 2016, Volume 96, Issue 4, pp 539-549

Dairy Products and the Metabolic Syndrome in a Prospective Study, DESIR - Frédéric Fumeron , PhD, Amel Lamri , MSc, Nathalie Emery , PhD, Naima Bellili , PhD, Riphed Jaziri , PhD, Isabelle Porchay-Baldérelli , PhD, Olivier Lantieri , MD, MPH, Beverley Balkau , PhD & Michel Marre , MD, PhD - Journal of the American College of Nutrition - Volume 30, 2011 - Issue sup5 - Pages 454S-463S


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO