023_dietas_port

Coisas surpreendentes que podem danificar seu fígado

12/06/2017

Diariamente expomos o fígado a tudo aquilo que comemos, bebemos, respiramos ou colocamos sobre a pele, mas tudo o que é gostoso e agradável pode não ser bom para o fígado.

Suplementos de ervas

Geralmente no rótulo diz em destaque ser "natural", mas isso não significa que não seja prejudicial. Veneno de cobra também é natural. Por exemplo, pessoas tomam kava kava para relaxar. Mas estudos mostram que a kava kava pode impedir que o fígado funcione corretamente. Isso pode levar a uma hepatite e insuficiência hepática. Alguns países têm proibido ou restringido a erva, mas ainda está disponível em muitos países. Você deve sempre conversar com seu médico antes de tomar quaisquer ervas para se certificar de que são seguras.

Peso acima do ideal

A gordura extra pode se acumular no fígado e levar a doença hepática gordurosa não alcoólica (NAFLD). Como resultado, o fígado pode aumentar de tamanho. Ao longo do tempo, pode chegar a cirrose. Aqueles que estão com sobrepeso ou obesos, de meia-idade, ou tiver diabetes são as pessoas mais prováveis de desenvolver a doença hepática gordurosa não alcoólica (NAFLD). Com dieta e exercício é possível parar a doença.

Açúcar

Demasiado açúcar não é apenas ruim para os dentes. Ele pode prejudicar seu fígado, também. O órgão usa um tipo de açúcar, chamado frutose, para produzir gordura. Excesso de açúcar refinado e xarope de milho (frutose) provoca um acúmulo de gordura que pode levar a doença hepática. Alguns estudos mostram que o açúcar pode ser tão prejudicial para o fígado como o álcool, mesmo se você não está com sobrepeso. É mais uma razão para limitar os alimentos industrializados com açúcares adicionados, como refrigerantes e doces.

Suplementos de vitaminas

Seu corpo precisa de vitamina A, e é bom para obtê-lo a partir de frutas e legumes frescos, especialmente aqueles que são das cores vermelha, laranja e amarela. Mas se você tomar suplementos que têm altas doses de vitamina A, pode ser um problema para o seu fígado, pois por ser uma vitamina oleosa ela vai se acumulando no fígado e cria uma hipervitaminose. Verifique com o seu médico antes de tomar qualquer vitamina, porque você provavelmente não precisa dela.

Bebidas gasosas (Refrigerantes)

Pessoas que bebem muitos refrigerantes são mais propensas a ter doença hepática gordurosa não alcoólica (NAFLD). Pesquisadores usando testes de Ressonância Magnética comprovaram que a frutose industrial, um açúcar encontrado na maioria dos alimentos processados (geralmente na forma de xarope de milho de alta frutose), pode de fato acionar mudanças em seu cérebro que pode levar a excessos e ganho de peso.

Os ácidos graxos produzidos durante o metabolismo da frutose industrial no fígado acumulam gotículas de gordura no fígado e músculos esqueléticos, causando resistência à insulina e doença hepática gordurosa não alcoólica. A resistência à insulina progride para a síndrome metabólica e diabetes tipo 2.

Acetaminofeno (Paracetamol)

Você tem uma dor nas costas, uma dor de cabeça ou um resfriado, e você toma um analgésico. Certifique-se de tomar a quantidade certa! Leia sempre a bula, pois você pode estar tomando um analgésico para dor de cabeça e um outro medicamento para um resfriado e se ambos contem paracetamol, sem querer você estará ingerindo muito acima da dose diária de paracetamol e o seu fígado pode ficar prejudicado.

Gorduras Trans

Gorduras trans são uma gordura artificial em alguns alimentos industrializados, desde um simples biscoito, alimentos congelados ou enlatados. No rotulo podem aparecer como ingredientes "parcialmente hidrogenados". Uma dieta rica em gorduras trans torna você mais propenso a ganhar peso. Isso não é bom para o seu fígado. Verifique sempre a lista de ingredientes.

Álcool

Você provavelmente já sabe que beber é ruim para seu fígado. Mas você pode não perceber que "muito" pode acontecer sem você ser um alcoólatra ou viciado em álcool. É fácil beber mais do que você pensa. O indicado para beber como máximo ao dia é de meia xícara de vinho ou meia garrafa de cerveja ou uma dose de licor, mas uma ou outra, não uma de cada a cada dia. Mulheres devem beber menos, pois metabolizam menos o álcool, assim para elas é uma dose por dia e até 2 doses por dia para os homens.

Outros vilões:

- Alimentos fritos.

- Alimentos refinados.

- Carnes preparadas e embutidos.

- Chocolate em excesso.

- Leite integral e derivados.

- Manteiga, fígado de animais e laticínios gordurosos.

- Creme de leite.

- Sal.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO