003_efeitos_port

Contraindicações para realização do tratamento da hepatite C com interferon peguilado e ribavirina

14/01/2013

Pesquisa publicada no "Alimentary Pharmacology & Therapeutics" realizada com 45.960 infectados com hepatite C nos Estados Unidos encontrou que 17,3% dos pacientes possuem contra-indicações terapêuticas não podendo realizar o tratamento com interferon peguilado e ribavirina. As contra-indicações mais encontradas foram o transtorno bipolar (6,5%), anemia (5,9%), neutropenia ( 1,2%) e gravidez (1,9%). A maioria dos pacientes apresenta apenas uma única contraindicação.

Os resultados mostram que existe um grande número de infectados que não podem receber tratamento, não existindo na atualidade opções para tais pacientes. O levantamento foi realizado com dados dos registros dos pacientes coletados entre 2004 e 2009.

As contraindicações encontradas foram (em ordem alfabética):

- Anormalidades na hemoglobina;

- Depressão maior com história de tentativa de suicídio;

- Descompensação hepática;

- Gravidez;

- Hemoglobina abaixo de 10 g / dL

- Histórico de convulsões descontroladas;

- Infarto agudo do miocárdio

- Moderada a severa retinopatia (lesões inflamatórias na retina);

- Neutrófilos abaixo de 750 células / mm 3

- Plaquetas abaixo de 50.000;

- Síndromes coronárias agudas;

- Transplantados de órgãos que não o fígado ou rim;

- Transplantados de rim;

- Transtorno bipolar.

O desconhecimento de tais contraindicações resulta na indicação de tratamento a infectados que não podem utilizar o interferon peguilado e a ribavirina, resultando em sérios problemas para o paciente e na interrupção do tratamento.

Algumas das contraindicações podem ser relativas caso uma correta avaliação de cada paciente em particular, permitindo que algumas das contraindicações possam ser tratadas antes de iniciar o tratamento da hepatite C, como por exemplo, no caso da anemia.

Com a introdução dos inibidores de proteases, em especial por causa das interações medicamentosas, as contraindicações absolutas para tratamento certamente serão muito maiores que o percentual de 17,3% encontradas no tratamento somente com interferon peguilado e ribavirina, lo que significa um maior cuidado por parte dos médicos.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Absolute and relative contraindications to pegylated-interferon or ribavirin in the US general patient population with chronic hepatitis C: results from a US database of over 45 000 HCV-infected, evaluated patients. - Talal AH, Lafleur J, Hoop R, Pandya P, Martin P, Jacobson I, Han J, Korner EJ. - Alimentary Pharmacology & Therapeutics - 2013 Jan 7. doi: 10.1111/apt.12200. (Article first published online: 7 JAN 2013)


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO