012_efeitos_port

Cuidados dos olhos nos pacientes hipertensos em tratamento da hepatite C

05/04/2010

Um estudo sobre problemas na visão que podem acontecer durante o tratamento da hepatite C com interferon peguilado, alerta para cuidados que devem ser tomados, em especial em pacientes hipertensos (com pressão alta).

O estudo foi realizado em Japão por médicos oftalmologistas ao observar o aumento de pacientes que em tratamento da hepatite C procuravam os consultórios por apresentarem problemas na vista. Já é amplamente conhecido que o interferon pode causar problemas de visão, em especial porque o interferon desidrata o organismo e os olhos ficam secos, com poucas lagrimas, causando problemas.

Neste estudo foram acompanhados 32 pacientes, dos quais 34,4% (onze pacientes) desenvolveram quadros de retinopatia. Seis pacientes apresentaram as conhecidas "nuvens de algodão", quatro pacientes desenvolveram hemorragias na retina e, um paciente teve em um dos olhos a obstrução da veia da retina.

Ao analisar o histórico clínico dos pacientes foi encontrado que o principal fator comum existente entre os pacientes que desenvolveram retinopatias durante o tratamento da hepatite C era a hipertensão (pressão alta).

Alertam os autores que complicações oculares significantes como uma diminuição irreversível da visão podem acontecer em pacientes tratados com interferon e, que pacientes com hipertensão deveriam ser encaminhados a uma consulta com um oftalmologista antes de iniciar o tratamento e receber acompanhamento durante todo o tratamento, objetivando detectar precocemente qualquer alteração na visão e evitar que progrida para um quadro grave.

MEU COMENTÁRIO:

Mais um dado que mostra como é importante que o tratamento da hepatite C seja feito por equipe multidisciplinar de médicos. Sem duvidar ou desmerecer os conhecimentos dos hepatologistas, infectologistas ou gastroenterologistas. Seria exigir muito que esses profissionais sejam também especialistas em problemas emocionais, em oftalmologia, em cardiologia, em endocrinologia e em outros problemas que podem acontecer em qualquer paciente com hepatite C durante o tratamento. Por isso, se não tiver um acompanhamento de uma equipe multidisciplinar cabe ao paciente em caso de duvidas, sintomas ou complicações, procurar especialistas das respectivas áreas que achar conveniente, sem por isso duvidar da capacidade profissional do médico que cuida da sua hepatite.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Retinopathy in hepatitis C patients due to combination therapy with pegylated interferon and ribavirin - Japanese Journal of Ophthalmology - 2009;53(6):598-602


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO