014_efeitos_port

Boca seca na hepatite C e durante o tratamento

16/02/2009

Indivíduos infectados com a hepatite C podem apresentar baixa salivação e, durante o tratamento com interferon peguilado o sintoma pode ser aumentado, pois o interferon desidrata o organismo resultado em incômodos sintomas como pele ressecada, os olhos vermelhos por falta de lagrimas, nas mulheres dificuldades no ato sexual por baixa lubrificação na vagina e pouca salivação, o que provoca diversos transtornos na boca, gengiva e dentes.

A saliva atua de forma anti-séptica evitando dessa forma a formação de bactérias ou fungos na boca. A diminuição da saliva pode provocar o aparecimento de aftas, gengivas inflamadas e sangrando, caries nos dentes, inflamação da garganta (com a sensação de entalo) e inclusive problemas na digestão, por ser a saliva fundamental no processo digestivo dos alimentos no estomago.

O tratamento da boca seca, conhecida na medicina como "Xerostomía" objetiva melhorar a quantidade de saliva e prevenir as conseqüências que ela ocasiona. A boca seca é uma situação comum em pessoas submetidas a algumas cirurgias e a aqueles que recebem radioterapia para tratar de tumores glandulares na cabeça ou pescoço.

O tratamento e simples, incluindo medidas de higiene bucal e cuidados na alimentação por parte do paciente. Deve ser evitada a ingestão de bebidas alcoólicas e o cigarro, pois são fatores que contribuem para ocasionar a boca seca. A mastigação e muito importante, pois provoca a saliva, assim, pacientes que apresentam boca seca devem mastigar mais vezes o alimento antes de ser engolido.

Existem medicamentos que estimulam a produção de saliva (consulte seu médico para saber se você não apresenta alguma contra-indicação) e, ainda, saliva artificial.

Para estimular a produção de saliva podem ser mastigados balas e chicletes (com ou sem açúcar) em especial os de menta e gengibre. Mastigar chicletes sem açúcar pode ser uma excelente alternativa para aumentar a salivação. Balas ou bebidas cítricas devem ser evitadas já que quando existe pouca saliva o pH se acidifica e a saliva não consegue preservar o esmalte dos dentes, resultando no surgimentos de caries.

A velha, tradicional, barata e abundante água e fundamental, pois ao hidratar o organismo estaremos conseguindo maior salivação. Não existindo contra-indicações deve se beber mais de 3 litros por dia, em pequenos intervalos.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO