030_efeitos_port

Qual é o analgésico adequado?

20/02/2017

"Um medicamento de venda livre tem os mesmos riscos para o paciente que um medicamento vendido com receita medica"


Para o paciente escolher o analgésico adequado é uma tarefa difícil e confusa. Encontrados nas prateleiras das farmácias não por serem de venda sem receita eles são livres de ocasionar potenciais danos à saúde. O paciente deve estar informado sobre qual é o ingrediente ativo de cada um e qual a dosagem a tomar.

Apresentados em caixas com cores e desenhos atraentes todos destacam os sintomas que o analgésico vai combater.

Se precisar tomar um analgésico por mais de uma semana e persistindo os sintomas, um médico deverá ser procurado. A dose diária deve ser respeitada. Não por ser de venda livre pode se tomar mais do indicado pensando que vai aumentar a eficácia, pelo contrário, os problemas serão maiores.

OS TRÊS PRINCIPAIS ANALGÉSICOS DE VENDA LIVRE:

ACETAMINOFENO/PARACETAMOL, popularmente conhecido como Tylenol ® é destinado a tratar a dor de cabeça, dores no corpo e febre. A dosagem diária máxima para um adulto é de 3.000 miligramas. Se passar disso o fígado poderá ser afetado.

Circulam na internet artigos condenando o ACETAMINOFENO / PARACETAMOL mas estudos mostraram que foram ocasionados em pacientes que o estavam tomando junto com bebidas alcoólicas ou conjuntamente com outros medicamentos que também continham paracetamol já que medicamentos para resfriado ou gripe contem acetaminofeno e sem se dar conta os pacientes estavam tomando uma dosagem muito superior. "É necessário ler as bulas de todos os medicamentos antes de tomar".


IBUPROFENO, medicamento conhecido comercialmente como Advil® e Motrim® entre outras marcas e destinado a combater a dor artrítica, dor dental, dores em articulações, assim como a dor de cabeça.

O ibuprofeno pode ocasionar sangramento no estomago e problemas nos rins, em especial em pacientes com mais de 60 anos de idade.


ACIDO ACETILSALICILICO, a conhecida aspirina está presente em muitos nomes comerciais é recomendada para tratar dor de cabeça e dores ocasionadas por inflamação. Também é utilizada para a prevenção do infarto e melhorar a saúde cardíaca.

Pode ocasionar sangramento no estomago e problemas nos rins. Crianças até a idade da adolescência devem evitar a aspirina por estar relacionada ao Síndrome de Reye, que causa dano cerebral e hepático.

IMPORTANTE:

Não compre pela embalagem bonita ou a marca comercial, existindo medicamentos com o mesmo princípio ativo na sua composição todos são iguais, não sendo preciso comprar o mais caro.

Sempre fale com o médico sobre todos os medicamentos que está ou esteve usando.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO