033_epidemi_port

Não é efetiva a realização de testes rápidos na população em geral - "The Liver Meeting® 2017"

28/10/2017

Excelente apresentação oral dos resultados de testagem, utilizando testes rápidos, na população geral realizado na Espanha mostra que em países que já estão tratando a hepatite C é necessário estudar novas estratégias para encontrar os resultados e não desperdiçar recursos.

Os dados apresentados são referentes a realização de 1.145 testes rápidos nos quais 19 (1,6%) resultaram anti-hcv positivos, mas ao se realizar a biologia molecular somente 8 (0,7%) estavam realmente infectados com hepatite C.

Em relação a idade, somente 1 tinha menos de 50 anos e nenhum dos 8 apresentava cirrose, todos eles com fibrose leve ou moderada.

A enorme diferença, de 138% entre os anti-hcv positivos e a confirmação por biologia molecular pode ser atribuída a que muitos pacientes já curados procuram realizar o teste rápido achando que poderão confirmar que estão curados, mas ignoram que o anticorpo positivo é um marcador que permanecerá pelo restante da vida.

MEU COMENTÁRIO

Países que já trataram parte considerável da população infectada com hepatite C devem procurar outras estratégias para encontrar os infectados. Realizar testagem aberta em praças, shoppings, na rua, etc., passou a ser perda de tempo e dinheiro.

Isso já acontece em Brasil. Pacientes curados da hepatite C ao saber que na sua cidade estará sendo realizada uma testagem procuram o local para realizar o teste, portanto, o resultado de casos positivos fica contaminado, com um número de positivos que não representa a realidade.

Pessoalmente acho que realizar testagem dessa forma é jogar dinheiro no lixo, chegando na hora de sermos criativos para encontrar os infectados.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Population screening using a point-of-care test reveals unexpectedly low prevalence of active HCV infection in Spain - Ângela Carvalho-Gomes, Carmina Pallarés, Vanessa Hontagas, Almudena G. Cubbells, Isabel Conde, Tomasso Di Maria, Victoria Aguileira, F. Xavier Lopez-Labrador, Marina Berenguer - Apresentação oral no Painel " HCV: Delivering Cre and Determining Cost-effectiveness - "The Liver Meeting® 2017"


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO