001_esteatose_port

Explicando o que é a doença hepática gordurosa e a esteato-hepatite não alcoólica

06/05/201

O que é a doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA)?

DHGNA é o termo usado para descrever acumulação de gordura nas células do fígado em pessoas que não bebem álcool em excesso. É a conhecida doença hepática gordurosa não alcoólica.

DHGNA é a doença hepática persistente mais comum nos países ocidentais, com uma prevalência estimada de 20%. A presença de doença hepática gordurosa não alcoólica acarreta um risco aumentado de morte relacionada à doença cardiovascular e doença hepática.

Quais são os fatores de risco?

DHGNA é mais comum em homens do que em mulheres. As pessoas com maior risco de doença hepática gordurosa não alcoólica são aqueles que:

-São obesos

-Apresentam resistência à insulina, associada com diabetes

-Apresentam hipertensão (pressão arterial elevada)

-Apresentam hiperlipidemia (excesso de colesterol e triglicérides no sangue)

-Fazem uso de certos medicamentos prescritos para outras condições, tais como distúrbios do ritmo cardíaco ou câncer

-Passaram fome apresentando desnutrição e precisaram ser alimentadas por via intravenosa.

A crescente epidemia de obesidade que afeta muitas populações ocidentais está levando a um aumento nos casos de esteatose hepática.

Quais são os sintomas da esteatose hepática?

Os pacientes geralmente não apresentam quaisquer sintomas quando eles são afetados com DHGNA. Às vezes, os pacientes podem sentir fadiga, mal-estar geral, e desconforto abdominal. Mais comumente, esteatose hepática é diagnosticada depois dos resultados de função hepática anormais durante exames de sangue de rotina.

Qual é a esteato-hepatite não-alcoólica (NASH)?

NASH é uma forma mais avançada da doença hepática gordurosa não alcoólica e sua incidência e prevalência está aumentando no mundo todo. Na maioria dos casos, a esteatose hepática não causa nenhum dano, mas para alguns, a presença a longo prazo de gordura no fígado leva à inflamação. Esta é caracterizada por inchaço do fígado, deixando o fígado amolecido.

Estima-se que NASH está presente em 3% da população do mundo ocidental.

Inflamação de longo prazo leva à formação de fibrose, e pode resultar em progressão para a cirrose.

NASH deve ser distinguida de uma doença aguda do fígado gorduroso, que pode ocorrer durante a gravidez, ou por efeito de alguns medicamentos ou toxinas. Esta condição é muito rara e pode levar rapidamente a insuficiência hepática.

Quais são os sintomas da NASH?

Os pacientes geralmente só começam a apresentar sintomas quando a doença está mais avançada ou já chegou a cirrose. Os sintomas podem então incluir fadiga, perda de peso, e fraqueza muscular. A progressão do NASH pode levar anos ou mesmo décadas.

Como a doença hepática gordurosa não alcoólica e o NASH são diagnosticadas?

Doença hepática gordurosa não alcoólica e NASH podem ser diagnosticadas por meio de:

-Testes de sangue para detectar a resistência à insulina

-Elevados níveis de a transaminase ALT

-Sinais de gordura no fígado detectados pela ultra-sonografia

Existe tratamento?

Não existe um tratamento específico estabelecido para NASH. O tratamento consiste em modificações do estilo de vida, incluindo uma dieta saudável e aumento do exercício físico.

Qual é o prognóstico a longo prazo?

Entre 10% e 30% dos pacientes com NASH desenvolverão cirrose, como consequência de anos de evolução da doença sem ser detectada.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO