008_esteatose_port

Hepatite C junto com a esteatoses - Um fator de risco para o câncer

11/10/2010

Um estudo publicado na revista Hepatology Research mostra que indivíduos infectados com o vírus da hepatite C e que também apresentam esteatose (depósitos de gordura no fígado) apresentam maior risco de desenvolver câncer no fígado.

O estudo foi realizado no Japão incluindo 1.279 pacientes infectados com hepatite C que receberam tratamento entre os anos de 1994 e 2006 com interferon alfa (interferon convencional) com ou sem ribavirina, em um único hospital do país. Do total, 393 pacientes conseguiram a cura da hepatite C e 886 não conseguiram resposta ao tratamento.

Todos os 1.279 pacientes foram acompanhados com consultas a cada seis meses por um período médio de 4,5 anos para se observar o aparecimento do câncer.

O resultado é assustador. 68 pacientes desenvolveram câncer no fígado no período do estudo. A incidência anual de câncer de fígado foi de 2,73% entre os pacientes que apresentavam esteatose de grau superior a 10% (quadros de esteato hepatite) e de somente 0,69% entre os pacientes que apresentavam esteatoses entre os graus zero e 9% (somente esteatose simples ou com leve inflamação).

Numa analise multivariada foi observado que a esteatose é um fator de risco significativo, independente de o paciente ter idade avançada, ser do sexo masculino, apresentar um índice de massa corporal maior, esteja com fibrose avançada ou que seja não respondedor ao tratamento. Em todas as situações os pacientes com graus maiores de esteatose apresentavam risco maior de desenvolver câncer no fígado.

Concluem os autores que a esteatoses é um fator de risco significativo para o desenvolvimento de câncer hepático em pacientes infectados com hepatite C, independente de outros fatores de risco conhecidos, com o qual sugerem que a possibilidade de melhoria no grau da esteatose pode ser uma prevenção para evitar o aparecimento do câncer.

MEUS COMENTÁRIOS

A cada dia se conhece melhor os problemas que depósitos de gordura no fígado (esteatose) podem causar. Um problema até pouco tempo atrás considerado como benigno passou a ser um serio problema de saúde e, a cada dia um maior número de indivíduos apresentam quadros de esteatose, a qualquer idade, inclusive em jovens.

Não existe um tratamento medicamentoso efetivo. A recomendação é dieta, manter o peso ideal e pratica de exercícios físicos aeróbicos. Informações detalhadas sobre como cuidar da esteatose são encontradas na seção ESTEATOSES da nossa página www.hepato.com

EXPLICANDO OS GRAUS DA ESTEATOSE:

A degeneração gordurosa hepática refere-se ao excesso de triglicerídeos armazenados no fígado. É a presença de triglicerídeos que excede 5% do peso normal do órgão.

Existem diferentes formas de avaliar o grau de esteatose, mas uma das mais utilizadas é a seguinte:

Grau I - esteatose simples

Grau II - esteatose + inflamação

Grau III - esteatose + balonização celular

Grau IV - esteatose + balonização celular + corpúsculos de Mallory e/ou fibrose.

Os graus III e IV compõem a esteato-hepatite.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Hepatic steatosis in chronic hepatitis C is a significant risk factor for developing hepatocellular carcinoma independent of age, sex, obesity, fibrosis stage and response to interferon therapy - Kurosaki M, Hosokawa T, Matsunaga K, Hirayama I, Tanaka T, Sato M, Yasui Y, Tamaki N, Ueda K, Tsuchiya K, Kuzuya T, Nakanishi H, Itakura J, Takahashi Y, Asahina Y, Enomoto N, Izumi N. - Hepatology Research - Volume 40, Number 9, September 2010 , pp. 870-877(8)


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO