011_esteatose_port

Atividade física, o melhor medicamento para cuidar da esteatose

13/07/2009

O deposito de gordura no fígado, chamado de esteatose, ainda não possui tratamento medicamentoso, motivo de preocupação para médicos e pacientes. A gordura depositada no fígado ocasiona o chamado distúrbio metabólico, com aumento das transaminases, resistência a insulina e o aparecimento da diabete tipo 2. Quando a esteatose acontece em indivíduos acima do peso a recomendação sempre recebida pelo paciente e a de perder peso.

Mas um estudo publicado este mês na revista Hepatology, realizado por pesquisadores da Austrália, indica que a atividade física poderia ser o melhor a ser adotado para melhorar os fatores metabólicos.

A pesquisa foi realizada com 141 pacientes com esteatose não ocasionada pela ingestão abusiva de bebidas alcoólicas os quais foram divididos em dois grupos.

Um grupo recebeu a indicação de realizar modificações no seu estilo de vida, passando a realizar atividades físicas, de preferência praticando caminhadas de moderadas a intensas e sem interrupções, de no mínimo 30 minutos cada, completando ao final de semana um total mínimo de 150 minutos.

O segundo grupo utilizado para controle recebeu instruções sobre a necessidade de redução do peso, em mudanças na dieta, mas muito pouco em relação a aumentar as atividades físicas.

Após três meses os participantes do grupo que aumentaram as atividades físicas por mais de 150 minutos por semana apresentaram melhorias nos níveis das transaminases e nos outros índices metabólicos, como o nível da glicose e a resistência a insulina. Observando que o efeito nesses pacientes era independente da perda de peso.

Naqueles participantes em que o aumento de atividade física semanal foi de somente 60 minutos, não foram observadas mudanças nos níveis dos exames. Os participantes que permaneceram totalmente sedentários não tiveram nenhuma melhoria nos níveis dos exames mencionados e, até alguns apresentaram deterioração do quadro.

Curiosamente, naqueles participantes que realizaram os 150 minutos semanais de atividades físicas e, ao mesmo tempo apresentaram perda de peso, não foram observados benefícios diferentes daqueles que com o mesmo tempo de atividades física se mantiveram acima do peso. Os pesquisadores não encontraram uma explicação para tal fato.

Os autores concluem que nos pacientes com esteatoses não alcoólica a atividade física rotineira, de no mínimo 150 minutos por semana e relevante para melhorar a resistência a insulina e reduzir os níveis de glicose e das transaminases.


MEU COMENTÁRIO:

Interessante comprovação cientifica daquilo que a sabedoria popular muito bem conhece. Pessoas ativas, que realizam atividades físicas diariamente sabem apresentar melhores resultados nos exames das transaminases. A atividade aeróbica oxigena o organismo e com isso a gordura depositada no fígado, ou no restante do organismo evita a produção de radicais livres, que são os responsáveis por causar inflamação dos diversos órgãos, inclusive o fígado.

Assim, nada mais prudente que organizar nossas vidas e, sem necessidade de contratar um professor, o fato de realizar uma boa e enérgica caminhada diária de mais de 30 minutos vai conseguir resultados pelos quais todos ficaram assombrados, mas lembrando que isso não deve ser motivo para abandonar as consultas e os conselhos do médico assistente.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
"The Independent Effects of Physical Activity in Patients with Non-Alcoholic Fatty Liver Disease." St. George, Alexis; Bauman, Adrian; Johnston, Amanda; Farrell, Geoff; Chey, Tien; George, Jacob. Hepatology; July 2009.


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO