013_esteatose_port

Esteatoses - Como a detectar precocemente

06/10/2006

"Esteatoses" e o termo empregado para chamar a formação de depósitos de gordura no fígado. Comum em pessoas que abusam das bebidas alcoólicas, quando então e chamada de "esteatoses alcoólica", também, era observada em mulheres obesas na idade da menopausa, quando então recebe o nome de "esteatoses não alcoólica". Atualmente a forma de chamar a esteatoses (ou esteatohepatite) não alcoólica abrange um universo muito mais amplo a qual inclui o simples deposito de gordura no fígado, a esteatohepatite não alcoólica propriamente dita, a cirrose causada pela gordura no fígado e até o câncer por ela ocasionado.

Um outro termo já esta sendo empregado, porém ainda não totalmente aceito e o de "esteatohepatite metabólica" já que frequentemente ela e associada a uma resistência a insulina e aos transtornos a esta ultima relacionada.

Muitas podem ser as causas da formação de depósitos de gordura no fígado, os quais podem ter origem pelo uso de medicamentos, a cirurgia de obesidade mórbida, ao realizar uma dieta com redução rápida de peso, ao conviver com vapores tóxicos (caso de funcionários da industria química), na presença do vírus HIV, mas a principal causa atualmente encontrada e o síndrome da resistência a insulina, caracterizado junto com a obesidade, o diabetes, o colesterol elevado e a hipertensão arterial.

Na maioria dos casos a esteatoses apresenta um quadro progressivo da quantidade de gordura depositada no fígado. A maior quantidade de gordura depositada maior inflamação e por conseqüente maior possibilidade de aumento da fibrose ou da possibilidade de cirrose. A progressão e mais frequentemente observada em pessoas obesas, com idade acima dos 50 anos, transaminase TGP/ALT duas vezes acima do valor máximo normal, triglicéridos acima de 150, hipertensão e resistência a insulina. Outros fatores que devem ser observados como fatores de alerta na progressão da esteatose podem ser quando o nível da transaminase TGO/ AST se encontra acima do nível da transaminase TGP/ALT, também quando o individuo e diabético ou possui uma massa corporal acima de 31.

Alguns critérios são observados com maior freqüência pelos médicos para a suspeita da presença de esteatoses, principalmente a obesidade na cintura. Quando em homens e superior aos 102 centímetros e nas mulheres a 88 centímetros, assim quando os triglicéridos se encontram acima de 150 mg/dl; o colesterol HDL abaixo de 40 mg/dl nos homens e abaixo de 50 mg/dl nas mulheres ou quando a pressão arterial passa acima de 130/85 ou a glicose acima de 110 mg/dl.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO