023_esteatose_port

A perigosa gordura no fígado em indivíduos não obesos – Hepato Pernambuco 2016

23/05/2016

A doença hepática gordurosa não alcoólica, NALFD na sigla em Inglês, é a definição do acúmulo de gordura no fígado nos indivíduos que consumem pouco ou nada de álcool é uma doença que não tem cura, mas possui tratamentos que podem ajudar a evitar a progressão para problemas graves de saúde.

A causa do que provoca o deposito de gordura no fígado não é totalmente conhecida. A maioria das pessoas não tem sintomas. Com o passar do tempo, o fígado inflama provocando fibrose do fígado e lentamente pode levar a um quadro de cirrose.

A cada dia aumenta o conhecimento da gordura no fígado não provocada pelo uso excessivo de álcool. Até pouco tempo atrás era considerada como uma condição sem maiores consequências que atingia somente pessoas obesas, agora se sabe que se trata de uma preocupante epidemia mundial com condições graves também para pessoas não obesas.

No 20º Workshop Internacional de Hepatites Virais (Hepato Pernambuco 2016) o Dr. Arun Sanyal (Estados Unidos) mostrou que nas pessoas obesas entre 50% e 90% são diagnosticadas com NALFD, mas que nas pessoas de peso normal, não obesas, também o NALFD está sendo diagnosticado de forma alarmante. Nas pessoas não necessariamente obesas com diabetes, entre 20% e 50% possuem NALFD, entre as pessoas com hipertensão arterial o NALFD já atinge entre 25% e 70% dos indivíduos e nas pessoas com triglicerídeos acima de 150 ou o colesterol LDL elevado, entre 35% e 75% são diagnosticadas com NALFD. Estamos diante de uma verdadeira epidemia mundial com prevalência alarmante.

A progressão do NALFD se não cuidado progride para uma outra condição mais preocupante, chamada de NASH, Não Alcoólica Esteato Hepatite, ou seja, o que parece ser um simples deposito de gordura no fígado passa a ser uma Esteatose.

A seguir a Prof. Ana Martinelli (Brasil - SP) explicou sobre a caracterização do NALFD e do NASH.

O NALFD é caracterizado pelo acumulo excessivo de lipídeos (gordura no fígado) em indivíduos que não abusam das bebidas alcoólicas, estando frequentemente associado a obesidade, diabetes tipo 2, resistência à insulina e valores anormalmente elevados de gorduras (colesterol, triglicerídeos ou ambos).

O NASH é caracterizado pela inflamação do fígado que provoca fibrose estando classificado como moderado quando a fibrose é F0 ou F1, significante quando com fibrose F2, avançado quando a fibrose é F3 e chegando a cirrose (F4) ou ao desenvolvimento de câncer de fígado.

O diagnóstico é realizado pela biopsia do fígado, sendo este o padrão ouro, ou é possível por ultrassonografia quando já atinge um grau moderado ou grave, pela Elastografia se o equipamento tiver a ponteira indicada para esteatose e até por três exames de sangue que conseguem indicar esteatose e não gravidade, sendo indicado realizar dois desses testes de sangue para comparação dos resultados e assim evitar erros diagnósticos.

O diagnóstico é importante por poder prognosticar a progressão da fibrose e os riscos de futuras complicações.

MEU COMENTÁRIO

Na próxima consulta médica fale com seu médico sobre a conveniência de realizar exames que avaliem se o fígado apresenta depósitos de gordura. Essa atitude pode evitar problemas futuros de saúde que poderão ser irreversíveis. A prevenção é a base para uma boa saúde!

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO