028_esteatose_port

O "jet lag" aumentaria o risco do câncer de fígado

06/02/2017

Viajantes frequentes de aviões ou trabalhadores de horários noturnos, não somente deveriam descansar bem, mas também preocupar-se com não ganhar obesidade e um potencial câncer de fígado.

Isto é devido a que pesquisadores descobriram que a alteração do relógio biológico produzida pela defasagem horário ou "jet lag" pode causar obesidade e aumentar o risco de câncer de fígado, segundo os resultados de um estudo científico nos Estados Unidos e publicado na revista "Cancer Cell".

Os pesquisadores queriam saber se o 'jet lag' crônico era suficiente para induzir câncer em ratos bem alimentados, sem manipulação genética, sem radiação". Os pesquisadores já conheciam vários fatores de risco para o câncer de fígado, entre os que se encontram o consumo de álcool, o vírus da hepatite ou o fígado gorduroso.

Também sabiam que o "jet lag" provocava alterações no ritmo circadiano, uma espécie de relógio pelo que se guiam os ciclos biológicos dos seres humanos, como os patrões de sonho ou da atividade cerebral. Estas mudanças no ritmo circadiano podem provocar alterações no metabolismo, o que leva a um incremento na obesidade.

Os pesquisadores recrearam em um laboratório os efeitos da defasagem do horário. Cada semana acenderam e apagaram em horários diferentes as luzes das salas nas que estavam os ratos. Assim descobriram que os animais tinham perdido o controle de seu metabolismo, por isso aumentavam de peso, começavam a ter mais gordura e desenvolviam fígado gorduroso. Com o tempo, alguns casos chegavam ao câncer de fígado.

O "jet lag" não é sozinho um desequilíbrio no relógio biológico provocado por atravessar distintas zonas horarias, mas também um transtorno que podem experimentar as pessoas que trabalham em um horário noturno, pois sua exposição à luz do dia também se vê alterada.

Esta defasagem nos horários provoca fadiga, problemas para conciliar o sonho, confusão e dificuldade para concentrar-se e irritabilidade, entre outros sintomas.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Circadian Homeostasis of Liver Metabolism Suppresses Hepatocarcinogenesis - Nicole M. Kettner, Horatio Voicu, Milton J. Finegold, Cristian Coarfa, Arun Sreekumar, Nagireddy Putluri, Chinenye A. Katchy, Choogon Lee, David D. Moore, Loning Fu - Cancer Cell - j.ccell.2016.10.007


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO