004_hbv_port

Tratamento da hepatite B consegue curar a cirrose - Uma boa notícia!

14/01/2013

A hepatite B é uma causa comum do desenvolvimento da cirrose, da falência do funcionamento do fígado e do aparecimento do câncer.

A continuação de uma pesquisa com 641 pacientes infectados com hepatite B que participaram de um estudo duplo-cego em fase 3 que comparava o tenofivir com o adefovir em tratamento de 48 semanas, 585 pacientes entraram em uma pesquisa adicional para receber durante sete anos adicionais o medicamento tenofovir.

Entre esses pacientes 348 tiveram biopsias do fígado realizadas antes de iniciar o tratamento, sendo repetida após 240 semanas de tratamento.

Os resultados mostram que dos 348 pacientes que realizaram duas biopsias, 304 (87%) apresentaram melhoria histológica da fibrose após cinco anos de uso do tenofovir (redução de 2 pontos necro-inflamatório na escala Knodell, sem agravamento da fibrose) e 176 (51) conseguiram regressão no grau de fibrose (diminuição de 1 ou mais graus na escala Ishak). Os pacientes com peso ideal, ou abaixo dele, foram os mais propensos a conseguir a redução da fibrose.

Foi surpreendente encontrar que dos 96 pacientes que apresentavam cirrose antes de iniciar o tratamento, 74% deles não tinham mais cirrose após 5 anos de tratamento com tenofovir (diminuição de 1 ou mais graus na escala Ishak). Apenas 12 pacientes do total incluído na pesquisa desenvolveram câncer no fígado e somente dois evoluíram para a descompensação hepática. Nenhum paciente apresentou resistência viral ao tenofovir nos sete anos de tratamento.

Meu comentário:

Tal qual os benefícios que conseguem os infectados de hepatite C que curam a doença, agora fica comprovado que os infectados com hepatite B que com o tratamento mantem negativado o vírus conseguem melhorar o estado do fígado e apresentar baixíssima possibilidade de desenvolver câncer ou evoluir para a cirrose descompensada.

Inclusive o velho dogma da medicina que falava que a cirrose é irreversível, mais uma vez de desmitificado, mostrando que o conceito medico da época estava errado.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Regression of cirrhosis during treatment with tenofovir disoproxil fumarate for chronic hepatitis B: a 5-year open-label follow-up stud - Prof Patrick Marcellin MD, Prof Edward Gane MD, Prof Maria Buti MD, Prof Nezam Afdhal MD, Prof William Sievert MD, Prof Ira M Jacobson MD, Prof Mary Kay Washington MD, Prof George Germanidis MD, John F Flaherty - PharmD, Raul Aguilar Schall PhD, Jeffrey D Bornstein MD, Kathryn M Kitrinos PhD, G Mani Subramanian MD, John G McHutchison MD, ProfE Jenny Heathcote MB - The Lancet, Early Online Publication, 10 December 2012 - doi:10.1016/S0140-6736(12)61425-1


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO