018_hbv_port

Novas diretrizes da OMS no enfrentamento da hepatite B

15/03/2015

A OMS - Organização Mundial da Saúde - publicou na quinta-feira (12/03/2015) novas diretrizes para o enfrentamento da hepatite B. Pessoalmente considero como muitíssimo importante que a hepatite B passou a ser qualificada pela OMS como uma "PANDEMIA".

Considera a OMS que a hepatite viral causa 1,4 milhões de mortes a cada ano e dessas, 650.000 são causadas por doenças diretamente relacionadas a infecção com a hepatite B.

Na atualidade existem tratamentos altamente eficazes, os quais já demonstraram que evitam 80% dos casos de câncer no fígado. O câncer de fígado é o segundo câncer em números de mortes no mundo, superado somente pelo câncer de pulmão.

O Diretor do Departamento de AIDS e supervisor da área de hepatites da OMS declarou que "A hepatite B é uma pandemia, mas por falta de recursos ou de compromisso da saúde pública ficou praticamente esquecida".

As recomendações da OMS são simples e fáceis de implementar pelos países, inclusive os de menores recursos, que ironicamente são os que possuem o maior número de casos de hepatite B. As recomendações incluem informações sobre como cuidar do infectado, quem deve receber tratamento, que medicamentos utilizar e como acompanhar o paciente em longo prazo de tempo. Uma das excelentes recomendações é a de utilizar exames diagnósticos não agressivos, dando prioridade de tratamento a pacientes com cirrose. É recomendado realizar exames de forma regular para detectar o câncer no fígado.

Os dois medicamentos indicados por serem os mais eficazes são o entecavir e o tenofovir.

O entecavir e o tenofovir já são produzidos como genéricos, custando aproximadamente cinco dólares por mês de tratamento.

Em destaque recomenda a vacinação de todas as crianças após o nascimento e a testagem de todos os infectados com HIV (AIDS), crianças, adolescentes e mulheres gravidas, os vacinando se negativos.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO