002_hiv_port

Telaprevir é seguro e efetivo no tratamento de co-infectados HIV/HCV

27/05/2013

Com o objetivo de avaliar a segurança e eficácia do tratamento com telaprevir, interferon peguilado e ribavirina em co-infectados com AIDS e hepatite C e avaliar as interações medicamentosas e farmacocinética do telaprevir com os medicamentos anti-retrovirais durante a co-administração foram publicados os resultados de um ensaio de fase 2-a randomizado, duplo-cego, placebo-controlado (ClinicalTrials.gov: NCT00983853).

A pesquisa foi realizada em 16 centros internacionais incluindo 62 pacientes infectados com o genótipo 1 da hepatite C e co-infectados com HIV-1 que nunca antes receberam qualquer tratamento antiviral para hepatite C, todos eles em terapia anti-retroviral.

Aleatoriamente divididos em dois grupos um dos grupos recebeu terapia com telaprevir, interferon peguilado e ribavirina durante as primeiras 12 semanas e continuou com interferon peguilado e ribavirina até completar 48 semanas de tratamento. Um segundo grupo recebeu placebo no lugar de telaprevir, realizando assim um tratamento de 48 semanas somente com interferon peguilado e ribavirina.

Efeitos colaterais como prurido, dor de cabeça, náuseas, erupções cutâneas e tontura foram superiores durante as 12 semanas de utilização do telaprevir. Efeitos adversos graves aconteceram em 5% dos pacientes em tratamento com telaprevir. Resultados comparáveis estatisticamente quando do tratamento de pacientes monoinfectados com hepatite C.

A cura da hepatite C (resposta sustentada seis meses após o final do tratamento) foi obtida por 74% dos pacientes tratados com telaprevir e por 45% dos pacientes tratados somente com interferon peguilado e ribavirina.

Não foram observados aumentos da carga viral do HIV durante o tratamento com telaprevir e a exposição aos medicamentos anti-retrovirais não foi modificada substancialmente pela exposição ao telaprevir.

Concluem os pesquisadores que em pacientes infectados com o genótipo 1 da hepatite C e co-infectados com HIV-1 que recebem tratamento para hepatite C em terapia tripla com telaprevir os efeitos colaterais e adversos são semelhantes aos observados em pacientes monoinfectados com hepatite C em tratamento com telaprevir.

MEU COMENTÁRIO

Importante saber que a cura da hepatite C em co-infectados HIV/HCV foi semelhante às conseguidas no tratamento de pacientes monoinfectados com hepatite C.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Combination Therapy With Telaprevir for Chronic Hepatitis C Virus Genotype 1 Infection in Patients With HIV, A Randomized Trial - Mark S. Sulkowski, MD; Kenneth E. Sherman, MD, PhD; Douglas T. Dieterich, MD; Mohammad Bsharat, PhD; Lisa Mahnke, MD, PhD; Jurgen K. Rockstroh, MD; Shahin Gharakhanian, MD, DPH; Scott McCallister, MD; Joshua Henshaw, PhD; Pierre-Marie Girard, MD, PhD; Bambang Adiwijaya, PhD; Varun Garg, PhD; Raymond A. Rubin, MD; Nathalie Adda, MD; and Vincent Soriano, MD, Ph - Annals of Internal Medicine - Published online 17 May 2013.


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO