029_medicamentos_port

Sem problemas na entrega dos medicamentos para pacientes em tratamento das hepatites B e C

13/03/2017

Em 13 de fevereiro solicitamos aos pacientes em tratamento das hepatites B ou C e, também, aos transplantados que usam medicamentos para evitar a rejeição do órgão e encontram dificuldades para a continuidade do tratamento na sua região, informassem a situação nos enviando um e-mail.

Somente dois pacientes em tratamento com entecavir relataram dificuldades na entrega. Nenhum paciente em tratamento da hepatite C teve problema no recebimento dos medicamentos durante os três ou seis meses de tratamento, assim como nenhum transplantado reclamou da falta dos imunossupressores.

Teve, sim, reclamações de pacientes com fibrose F1 ou F2 reclamando que não são contemplados com o tratamento, aos quais respondemos que isso por culpa do protocolo e que deveriam lutar para incluir todos os infectados no protocolo, com qualquer fibrose e que não tenham que aguardar piorar o seu estado de saúde para receber tratamento.

Ao mesmo tempo se observa que as ações judiciais para conseguir tratamento diminuíram. Praticamente não existem mais ações para pacientes com fibrose F3 ou F4 já que quase todos já receberam tratamento. Se observam ainda ações judiciais para pacientes com fibrose F2 na sua maioria.

É reconfortante ver que existem poucos problemas na entrega nos estados para os infectados com fibrose F3 e F4, somente no Rio Grande do Sul ainda existem dificuldades.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO