003_mentiras_port

Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come
Conselhos médicos para enlouquecer pacientes

23/01/2006

Conselho 1 - O melhor e tratar logo a hepatite C, para evitar chegar a cirrose.

Conselho 1-a - Com poucos danos no fígado o melhor e não tratar imediatamente a hepatite C e acompanhar o quadro, já que 75% dos infectados não desenvolverão cirroses antes da sua morte por velhice.

Estes são dois conselhos muito ouvidos pelas pacientes da hepatite C, mas não e por falta de informação dos médicos nem desconhecimento cientifico que parecem tão contraditórios. Para exemplificar, todos já devem ter passados por situações similares na vida. Muitas são as situações em que ouvimos conselhos que aparentemente são contraditórios:

Conselho 2 - Evite tomar sol nas horas mais quentes e use protetor solar sempre que sair a rua.

Conselho 2-a - A falta de exposição ao sol e aos raios ultravioletas pode causar osteoporoses, diversos tipos de câncer como o de mama ou de colo de útero, esquizofrenia, esclerose múltipla, doenças pulmonares e problemas no coração.


Conselho 3 - O café e perigoso e pode causar problemas cardíacos.

Conselho 3-a - O café contem sustâncias antioxidantes que podem prevenir o câncer e melhorar o estado do fígado.


Conselho 4 - A leite e boa por que contem cálcio, prevenindo a osteoporose.

Conselho 4-a - Por conter gordura animal o leite e prejudicial para as artérias.


Conselho 5 - Comer carnes vermelhas em abundancia e prejudicial ao coração.

Conselho 5-a - Uma dieta com alto conteúdo de proteínas pode combater a obesidade.


Conselho 6 - Uma aspirina por dia reduz a possibilidade de doenças ao coração ou da formação de coágulos nas artérias.

Conselho 6-a - Uma em cada 10 pessoas que consomem aspirina tem risco para desenvolver hemorragias internas os colocando em grave risco de vida.

Todos os conselhos acima, sempre muito divulgados pela imprensa, são resultados de estudos epidemiológicos, mas praticamente nenhum foi confirmado por ensaios clínicos controlados que incluam um grande número de pacientes. Realizar estudos científicos que possam confirmar os resultados deveriam ser trabalhos muito grandes, com um número de pacientes elevado e com duração muito longa, levando de duas a três décadas e, pesquisas desta duração não são de interesse nem sequer de universidades, quanto menos dos laboratórios farmacêuticos.

Para a indústria e muito mais fácil e barato um estudo epidemiológico e, depois, baseado nos resultados realizar campanhas de marketing para promover a venda de seu produto. Se anos após outros estudos mostram uma tendência diferente o lucro já foi garantido.

A informação que chega a população e complexa, difícil de avaliar a sua fonte e origem e, cabe a cada individuo realizar um balanço sobre os riscos e benefícios de cada conselho, procurando se necessário uma segunda opinião. O melhor é sempre ter uma alimentação balanceada, muito variada, manter o peso dentro da normalidade, realizar exercícios aeróbicos de forma rotineira e evitar ao máximo o consumo de bebidas alcoólicas e do cigarro e aprender sobre sua doença.

Conforme fechamos todos os anúncios do Grupo Otimismo veiculados na TV, lembre que a informação é um excelente medicamento.



Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO