008_mulheres_port

Doença hepática na menopausa

20/07/2015

Existem inúmeras alterações fisiológicas e bioquímicas na menopausa que podem afetar a função do fígado contribuindo para aumentar a progressão das doenças que afetam o fígado, entre elas a esteatose não alcoólica e o câncer de fígado, bem como a progressão acelerada da fibrose, situação que já foi comprovada nos infectados com hepatite C.

Doenças que agridem o fígado em mulheres na fase após o fim da vida reprodutiva da mulher que antecede a menopausa e as mulheres na menopausa devem receber tratamento imediato de modo a evitar a progressão da doença para a cirrose, o câncer de fígado ou a insuficiência hepática.

A progressão da fibrose não é linear, avançando mais rapidamente com a idade. Na hepatite C a fibrose é mais lenta em mulheres que nos homens, mas estudos mostram que mulheres infectadas com hepatite C a progressão da fibrose acelera após a menopausa (Di Martino V, Lebray P, Myers RP, Pannier E, Paradis V, Charlotte F, Moussalli J, Thabut D, Buffet C, Poynard T. Progression of liver fibrosis in women infected with hepatitis C: long-term benefit of estrogen exposure.Hepatology. 2004;40:1426-1433). Outros estudos comprovam que a menopausa passa a ter um efeito negativo no tratamento da hepatite C.

Concluem os pesquisadores que a combinação de idade e a menopausa ao acelerar a progressão das doenças hepáticas merece a aplicação precoce de tratamentos para minimizar a probabilidade da progressão para uma doença avançada.

MEU COMENTÁRIO

Fica evidente que deve ser dada maior atenção medica a mulheres infectadas com hepatite na fase pré-menopausa e durante a menopausa, que apresentem esteatose (gordura no fígado) ou simplesmente com fibrose, tratando imediatamente as causas.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Liver disease in menopause - Carla W Brady - World J Gastroenterol. 2015 July 7; 21(25): 7613-7620. - Published online 2015 July 7. doi: 10.3748/wjg.v21.i25.7613.


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO