004_outras_port

Conhecendo a Hepatite A

06/10/2006

A hepatite A e considerada uma doença benigna não evoluindo para uma hepatite crônica nem para o câncer de fígado.

Ocorre mais por causa de falta de infra-estrutura e saneamento básico (água tratada e esgoto). A hepatite A somente se adquire uma vez na vida e uma vez infectado o individuo adquire imunidade permanente para a doença.

A transmissão se da por via fecal-oral através de ingestão de água e alimentos contaminados por fezes de doentes, por contato com um doente e também sexualmente.

Nas crianças com menos de seis anos de idade a infecção raramente produz qualquer sintoma (assintomática). Somente uns 30% dos casos podem apresentar sintomas.

Os sintomas são parecidos ao de uma gripe, podendo apresentar cansaço intenso; dor de cabeça; dores nas articulações; febre e mal estar; vômitos e náuseas; pouca vontade de se alimentar em especial com repugnância a alimentos gordurosos e ao cigarro.

A urina poderá ficar de cor escura, as fezes embranquecidas, a pele e principalmente o branco dos olhos ficam amarelados (ictericia), podendo causar coceira na pele e sentir uma dor abdominal do lado direito do abdome que al ser apalpado na região do fígado causa dor.

Um exame de sangue chamado ANTI-HAV-IgM com resultado positivo indica a presença da infecção aguda (infecção recente). Após a cura será detectado o anticorpo HAV-IgG. Na fase da infecção ativa as transaminases se apresentam elevadas, em geral em valores três vezes superiores ao valor máximo.

A duração do tratamento geralmente fica em 4 semanas, até que as aminotransferases voltem a normalização, e apareça a presença do marcador sorológico Anti-HAV IgG. O tratamento objetiva prevenir futuras lesões ao fígado e favorecer a regeneração das células hepáticas, em geral mediante o repouso do paciente.

O tratamento não utiliza medicamentos ou antibióticos, os quais são ineficazes contra a hepatite A sendo necessário que os infectados após o tratamento sigam as recomendações médicas, caso contrario muito provavelmente terão uma recaída da doença. O repouso é recomendado, não fazendo esforços físicos.

O isolamento domiciliar durante o tratamento é recomendado. Na hepatite A é necessário separar por precaução pratos, talheres e copos de uso diário, roupas de cama, mamadeiras. A abstinência sexual, principalmente durante a fase aguda da doença deve ser rigorosamente seguida.

É recomendada uma alimentação rica em hidratos de carbono (arroz, massas, biscoito e doces), porque fornecem calorias sem exigir muito trabalho do fígado, as gorduras devem ser evitadas para permitir o descanso das células hepáticas. Carnes ovos e leite podem ser consumidos normalmente. A ingestão de bebidas alcoólicas por 6 meses após a infecção é totalmente proibida.

Estes cuidados são necessários porque se não se consegue a cura completa da hepatite A poderá progredir para formas prolongadas, por mais de seis meses.

Principalmente em adultos, com uma incidência muito baixa, pode se apresentar a forma fulminante podendo apresentar complicações com hemorragia de múltiplos órgãos, principalmente o cérebro e pulmões, e a septicemia.

Existe vacina para a hepatite A. Devem ser tomadas duas doses com intervalo de trinta dias. Portadores das hepatites B ou C que não tenham anticorpos contra a hepatite A devem ser vacinados para prevenir uma infecção com a hepatite A.

Entre as medidas preventivas se recomenda lavar as mãos com água e sabão após ir ao banheiro, consumir preferentemente alimentos cozidos, beber água tratada, evitar alimentos de vendedores ambulantes ou preparados em locais sem higiene e evitar ostras e mariscos crus.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO