005_pesq_port

A revolução no tratamento da hepatite C

30/07/2013

Após 10 anos sem novidades no tratamento da hepatite C, quando somente o interferon peguilado combinado a ribavirina estavam no mercado, surgem o telaprevir e boceprevir dando inicio a uma revolução no tratamento.

Para quem acompanha as pesquisas uma verdadeira salada de novas drogas em fases avançadas das pesquisas faz com que seja impossível prever qual será o futuro do tratamento, qual das novas drogas será superior as outras. Sabemos que muito possivelmente a maioria dos pacientes receberá tratamento oral e somente em alguns casos específicos o interferon peguilado deverá ser utilizado combinado com algum dos novos medicamentos.

O tempo de tratamento será encurtado, com tratamentos de 8, 12, 16 ou no máximo 24 semanas, com efeitos colaterais leves. Médicos sem grande experiência poderão tratar a hepatite C em pacientes que não apresentem gravidade, inclusive em qualquer lugar do mundo, sem necessidade desses pacientes ter que se deslocar para cidades com hospitais especializados.

Existirá, sim, uma grande dificuldade: O preço. Posso adivinhar qual será o preço mínimo dos primeiros a chegar (nunca inferior ao telaprevir ou boceprevir), mas prever qual pode ser o preço máximo por enquanto é impossível. Os fabricantes mantém isso em segredo total.

Os governos terão sérios problemas para atender os infectados. Aumentando o diagnostico com a facilidade dos testes rápidos mais pacientes procurarão tratamento e, se a isso é somado o custo elevado dos novos medicamentos, a necessidade financeira será infinitamente maior que a atual previsão orçamentaria.

É necessário capacitar as associações de pacientes de cada país, pois certamente a briga para que sejam autorizados tais medicamentos e disponibilizados gratuitamente no sistema público de saúde será uma dura batalha.

Vejamos então tudo o que estará chegando, sendo que alguns deles ainda poderão encontrar problemas de segurança, quando então a pesquisa será abandonada.

Já se encontram com solicitação de registro no FDA (Estados Unidos) devendo ser aprovados aproximadamente no final do ano:

1. Sofosbuvir (GS-7977) Gilead

2. Simeprevir (Janssen / Medivir)

Medicamentos com possibilidades de solicitar aprovação no FDA (Estados Unidos) em 2014:

1. ABT-267 - ABT-333 - ABT-450/r AbbVie

2. Asunaprevir (BMS-650032) BMS

3. BI207127 Boehringer Ingelheim

4. Daclatasvir (BMS-790052) BMS

5. Faldaprevir (BI201335) Boehringer Ingelheim

6. Ledipasvir (GS-5885) Gilead

7. Mericitabina (R7128) Roche / Genentech

Medicamentos em pesquisa com possibilidades de solicitar aprovação no FDA (Estados Unidos) entre 2015 e 2016:

1. ACH-3102 Achillion

2. Danoprevir/r (R7227) Roche / Genentech

3. GS-5816 Gilead

4. GS-9451 Gilead

5. GS-9669 Gilead

6. GSK2336805 GSK

7. IDX719 Idenix Pharmaceuticals

8. Miravirsen SantarisPharma A/S

9. MK-5172 MSD

10. MK-8742 MSD

11. Setrobuvir (ANA-598) Roche / Genentech

12. Sovaprevir (ACH-1625) Achillion

13. TMC647055 Janssen

14. VX-135 Vertex

OK. O futuro é promissor. Falta que todos os portadores cheguem lá e que o 90% de infectados que ainda desconhecem a doença sejam diagnosticados.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO