012_pesq_port

ASLD 2012 - Promissores resultados de tratamento sem interferon

18/11/2012

Um regime de tratamento oral combinando três medicamentos da Abbott com ribavirina obteve excelentes resultados na fase 2, dando inicio a definitiva fase 3.

O ensaio clínico de nome, "Aviator", quando realizado em tratamento de 12 semanas de duração, combinando quatro medicamentos, ABT-450/r (um inibidor da protease), ABT-267 (inibidor do NS5A), ABT-333 (inibidor da polimerase) e ribavirina, obteve os seguintes resultados no total de pacientes que iniciaram o tratamento, avaliados pela resposta sustentada após 12 semanas do final do tratamento:

- GENÓTIPO 1 - De 79 pacientes nunca antes tratados com qualquer antiviral, 77 obtiveram a resposta sustentada, considerada a cura da hepatite C, o que representa 97,5% de possibilidades.

- GENÓTIPO 1 - De 45 pacientes nulos de resposta a um tratamento anterior com interferon peguilado e ribavirina (nulos são aqueles que na semana 24 tiveram que interromper o tratamento porque o vírus ainda se encontrava presente), 42 obtiveram a resposta sustentada, considerada a cura da hepatite C, o que representa 93,3% de possibilidades.

- Ao separar os genótipos 1-a e 1-b, foi encontrado nos pacientes que receberam tratamento pela primeira vez, que 96% dos infectados com o genótipo 1-a (52 de 54 pacientes) e 100% dos infectados com o genótipo 1-b (25 pacientes) resultaram curados.

- Entre os pacientes difíceis de tratar, ou seja, nos nulos de resposta, a cura foi conseguida por 89% dos infectados com o genótipo 1-a (25 de 28 pacientes) e de 100% entre os nulos de resposta (17 pacientes).

MEUS COMENTÁRIOS

Esta fase 2 do ensaio clínico incluiu um total de 448 pacientes, um número considerável com o qual pode se ter uma maior certeza que os erros estatísticos podem ser mínimos. O relatado acima é referente a grupo de 124 pacientes que obteve a melhor resposta terapêutica. Neste momento esta sendo desenhada a fase 3, a qual deve estar finalizada no inicio do próximo ano.

Entre os 448 participantes do ensaio clínico somente foram observados cinco efeitos adversos considerados de maior gravidade. Os efeitos colaterais mais comuns foram a fadiga (28%) e a dor de cabeça (31%).

Mas é importante atentar que os dados de resposta sustentada são referentes às 12 semanas após o tratamento. Ainda é desconhecido se essa resposta será realmente sustentável ou se no caso do tratamento com medicamentos livres de interferon deveremos continuar a aceitar as 24 semanas para comprovar a cura ou, ainda, aumentar esse período para 48 ou 72 semanas.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
AASLD 2012 - Abstract LB-1 - A 12-week interferon-free treatment regimen with ABT-450/r, ABT-267, ABT-333, and ribavirin achieves SVR12 rates (observed data) of 99% in treatment-naive patients and 93% in prior null responders with HCV genotype 1 infection - Kowdley KV, Lawitz E, Poordad F, et al.


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO