006_prevencao_port

Quais vacinas são necessárias na prevenção das hepatites A, B e C?
Para evitar as hepatites A e B existem vacinas seguras e altamente eficazes

11/10/2010

HEPATITE A

A forma mais eficaz de prevenção da hepatite A é vacinar todas as crianças ao completar 12 meses de idade. Alguns países recomendam a aplicação de uma segunda dose de reforço seis meses após a primeira aplicação.

Indivíduos que na infância não foram infectados com a hepatite A e que não foram vacinados e, que viajam ou vivem em áreas onde a Hepatite A é muito freqüente, como o norte do Brasil e países tropicais não desenvolvidos, ou que, eventualmente, consomem água não tratada, devem ser vacinados.

Grupos de alto risco como crianças e adultos que vivem em creches, asilos ou prisões, homo e bissexuais, usuários de drogas, pacientes com doença hepática crônica, portadores de hepatite B, de hepatite C e do HIV/AIDS ou com doenças da coagulação também devem ser vacinados para prevenir a hepatite A.

Também devem ser vacinados contra a hepatite A os homens que fazem sexo com homens, indivíduos que utilizam drogas injetáveis ou inaladas, pessoas que receberam transplantes de órgãos.

A hepatite A em geral é benigna e sem conseqüências em crianças, mas em adultos sem proteção pode ser muito perigosa, podendo levar a morte. Nos países que já instituíram a vacinação de todas as crianças ao completar 12 meses de vida a necessidade de transplantes de fígado por hepatite fulminante praticamente acabou.

Se você tem filhos com mais de 2 anos de idade consulte seu médico sobre a conveniência de vacinar as crianças para evitar a hepatite A.


HEPATITE B

A vacinação para prevenção da hepatite B deve ser realizada em três doses, sendo a segunda após 30 dias da primeira e a terceira aos 180 dias da primeira aplicação.

Devem receber a primeira, das três doses da vacina da hepatite B, todas as crianças ao nascer, nas primeiras 12 horas após o parto.

A vacina da hepatite B também outorga imunidade para evitar a hepatite D.

A vacina da hepatite B já demonstrou ser eficaz para reduzir a mortalidade por causa do câncer de fígado.

Correm maior risco de se infectar com hepatite B os familiares de pessoas infectadas, os parceiros sexuais de infectados, indivíduos que praticam relações sexuais com mais de um parceiro a cada seis meses, indivíduos com comportamento sexual de risco ou com múltiplos parceiros e todas as pessoas que estejam em tratamento de qualquer doença de transmissão sexual.

Indivíduos portadores de hepatite C e de HIV/AIDS devem, obrigatoriamente, aplicar a vacina para prevenir a hepatite B. Todos os usuários de drogas também devem ser vacinados. Transplantados de órgãos, pacientes de hemodiálise, hemofílicos e doenças crônicas devem procurar ser vacinados para evitar a hepatite B.

Se você está pretendendo viajar a regiões de alta endemicidade de hepatite B, como a região amazônica ou países da Ásia é prudente aplicar as três doses da vacina antes da viagem.


HEPATITE C

Não existe vacina para prevenção da hepatite C


OUTRAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO

A vacinação é somente uma parte na prevenção das hepatites, a qual deve incluir a pratica do sexo seguro (sempre use o preservativo) e não devem ser compartilhados objetos que possam ter estado expostos ao sangue, como instrumentos perfuro cortantes, alicates e instrumentos de manicure e pedicure, aparelhos de barbear e escovas de dente.

Se você não pode deixar de usar drogas, não compartilhe seringas, agulhas, canudos de aspiração ou qualquer outro material.

Lembre que os vírus das hepatites B e C sobrevivem por vários dias em um instrumento contaminado.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO