012_progress_port

Que fatores podem influir na progressão da Hepatite C

05/08/2002

A Hepatite C ainda e uma doença nova e desconhecida, somente reconhecida há dez anos. Por esta razão, não a dados estatísticos de pacientes seguidos por muito tempo, o bastante para saber a historia natural de esta doença.

Existem alguns análises retrospectivos e alguns estudos prováveis a corto prazo porém ainda e algo incerto poder afirmar estatisticamente como será a progressão da doença.

Especialistas em Hepatite C reconhecem que os níveis das transaminases flutuam e o grau de inflamação hepática pode flutuar também (situação similar a outras doenças crônicas causadas por vírus como o Herpes Simplex).

Entre os fatores do meioambiente e da forma de vida do portador que influem no curso e na progressão, que são atualmente apresentados e discutidos nos Congressos podem ser citados os seguintes (Os termos são leigos com a intenção que o portador os possa entender e não podem servir como referência médica):

O tempo de contaminação: um tempo maior pode resultar em uma maior proporção na progressão.

A idade da pessoa ao ser infectada: Pessoas infectadas após os 50 anos podem ter uma enfermidade mais ativa.

O sexo do portador: as mulheres podem desenvolver uma progressão menos ativa que os homens.

A cor do portador: pessoas de pele escura parecem desenvolver uma forma mais ativa da doença que as pessoas brancas.

A raça do portador: as raças Anglosaxonas parecem desenvolver uma forma mais ativa da doença que as raças Latinas.

A forma de contagio: os contaminados por transfusão parecem ter uma progressão mais rápida.

A carga excessiva de ferro: e verificada uma maior progressão da Hepatite C em portadores com altos níveis de ferro no fígado.

A ingestão de bebidas alcóolicas: aumenta consideravelmente a progressão da doença

A co-infecção com Hepatite B: não aumenta a progressão para a Cirrose porém aumenta o risco de desenvolver Câncer no fígado

A co-infecção com o HIV (AIDS): aumenta a progressão para a Cirrose e verifica-se uma proporção mais alta de Cirrose

Fumantes
: e possível que exista um risco maior para desenvolver Câncer no fígado.

A influencia da Inmunosupressão: os Esteroides não parecem fazer com que a Hepatite C seja mais ativa.

A influencia da hemofilia: alguns estudos (limitados) fazem pensar em uma menor incidência de fibroses nos portadores hemofílicos.

Segundo o conhecimento atual, a proporção da progressão pode ser assim descrita:

Total de contaminados que crônificam: de 80 a 85% dos contaminados desenvolvem a doença de forma crônica.

Quantidade de casos crônicos que podem desenvolver Cirrose:

Em 10 Anos depois da infecção de 5 a 6%,

Em 20 Anos depois da infecção de 12 a 15%,

Em 30 Anos depois da infecção de 18 a 25%.

Quantidade de casos que podem desenvolver uma Cirrose descompensada:

Em 10 Anos depois da infecção, 0.7%,

Em 20 Anos depois da infecção de 3 a 4%,

Em 30 Anos depois da infecção de 5 a 7% .

Quantidade de casos que podem desenvolver Câncer:

Normalmente só ocorre nos pacientes após o desenvolvimento da Cirrose.

A proporção da ocorrência após o desenvolvimento da Cirrose e de aproximadamente:

Em 3 Anos depois da Cirrose, 4% de Câncer em via de desenvolvimento,

Em 5 Anos depois da Cirrose, 7% de Câncer em via de desenvolvimento,

Em 10 Anos depois da Cirrose, 14% de Câncer em via de desenvolvimento.

O tempo meio de desenvolver câncer após o contagio com a hepatite C e estimado em 28 anos, considerando-se somente os portadores que chegam a desenvolver câncer.



Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO