015_progress_port

Vitamina D - A enorme influencia na hepatite C

20/07/2014

Pesquisadores concluíram após realizar uma meta-análise de 14 publicações científicas que um baixo nível de vitamina D em pacientes com hepatite C aumenta a probabilidade de ter fibrose avançada e, também, de menor possibilidade de conseguir a cura da doença, sugerindo a utilidade da realização do teste de vitamina D em pacientes infectados pela hepatite C.

Os pesquisadores realizaram uma meta-análise de 14 estudos publicados entre os anos de 2011 e 2014 publicados nas revistas científicas PubMed, Scopus, Lilacs e Cochrane Library.

Sete dos estudos avaliavam o nível de vitamina D no organismo e a fibrose avançada em 1.093 infectados com hepatite C que nunca receberam tratamento e 11 estudos realizados em 2.672 infectados com hepatite C analisava o nível de vitamina C e a cura após o tratamento com interferon peguilado e ribavirina. Quatro dos estudos permitiam avaliar as duas propostas da meta-análise.

O nível de vitamina D no organismo foi obtido pelo exame "25-hidroxi-vitamina D". Aproximadamente 70% de todos infectados com hepatite C apresentavam níveis considerados baixos, entre 20 ng/mL e 30 ng/mL e aproximadamente a metade dos 3.765 infectados apresentavam níveis de vitamina D abaixo do que é considerado como deficiência, entre 10 ng/mL e 20 ng/mL.

A fibrose avançada em infectados com deficiência de vitamina D, entre 10 ng/mL e 20 ng/mL, quando comparada com infectados com vitamina D acima de 30 ng/mL, foi 137% maior.

A probabilidade de cura da hepatite com o tratamento de interferon peguilado e ribavirina foi 53% superior entre aqueles infectados que apresentavam um nível de vitamina D acima de 20 ng/mL, em comparação com aqueles que estavam por baixo desse nível.

MEU COMENTÁRIO:

Riscos para a fibrose hepática avançada e possibilidades de atingir a cura da hepatite C são afetados quando existem níveis baixos de vitamina D. Sugiro que todos os infectados falem com o médico sobre a necessidade do exame "25-hidroxi-vitamina D" e se necessário fazer a suplementação, que pode ser medicamentosa ou pela alimentação, mas sempre com a necessidade do sol para poder a metabolizar pelo organismo.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Low vitamin D levels increased risk for advanced liver fibrosis, decreased SVR rate among patients with HCV García-Álvarez M. Hepatology. 2014;doi:10.1002/hep.27281.


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO