018_progress_port

Educação na hepatite C para reduzir a progressão da doença e evitar a transmissão

29/09/2014

Para diminuir a velocidade de progressão dos danos no fígado, infectados com hepatite devem ser informados dos seguintes pontos:

1 - Evitar o consumo de bebidas alcoólicas deve ser aconselhado a todos os infectados.

2 - Necessidade de realizar exames de outras condições que podem acelerar a progressão da doença, incluindo a possível co-infecção com hepatite B e HIV (AIDS).

3 - Todos os infectados devem realizar um teste para avaliar o grau de fibrose, podendo ser a biopsia ou a elastografia (Fibroscan® e outros). O grau de fibrose indicará a necessidade imediata, ou não, de tratamento.

4 - Todos os infectados com hepatite C devem ser encaminhados a vacinação para prevenção das hepatites A e B, caso não possuam anticorpos.

5 - Todos os infectados com hepatite C devem ser avaliados por um médico especialista, devidamente capacitado para realizar o correto diagnostico do quadro clínico.

Medidas para prevenir e evitar a transmissão da hepatite C

1 - Infectados com hepatite C devem ser aconselhados a não doar sangue.

2 - Infectados com hepatite C devem informar a doença antes de se oferecer para doação de órgãos, tecidos ou sêmen.

3 - Infectados com hepatite C devem evitar compartilhar escovas de dente, aparelhos com laminas de barbear, alicates e instrumentos cortantes para evitar que outras pessoas entrem em contato com o seu sangue.

4 - Em caso de derramamento de sangue de uma pessoa infectada a superfície deve ser limpa com uma solução de 1 parte de agua sanitária para nove partes de água. Luvas devem ser utilizadas quando da limpeza do sangue derramado.

5 - Usuários de drogas injetáveis devem evitar a reutilização ou compartilhamento de seringas, agulhas, água, algodão e outros utensílios utilizados na preparação. Devem ser usadas somente seringas novas, descartando seringas e agulhas em recipientes à prova de perfuração.

6 - Co-infectados com hepatite C e HIV (AIDS) assim como indivíduos com múltiplos parceiros sexuais ou doenças sexualmente transmissíveis devem ser encorajados a sempre utilizar preservativos em todas as relações sexuais.

7 - Pessoas somente com hepatite C com parceiro sexual estável devem ser informados que o risco de transmissão em ato sexual sem violência é baixo, difícil de acontecer. Em relações estáveis entre parceiros monogâmicos não é necessário mudar os hábitos sexuais.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO