021_psi_port

A hepatite causa stress emocional?

24/03/2008

Qualquer doença crônica causa ansiedade e stress. Provavelmente, a palavra CRÔNICA soa para você muito mais forte do que a própria descoberta da hepatite, como se fosse uma sentença de morte.

Fale com seus familiares e amigos sobre o problema que está enfrentando. As pessoas não podem ler a sua mente. O apoio da família e dos amigos torna a luta mais fácil. Procure grupos de apoio a portadores de hepatite. Em sua cidade deve ter algum (leia sobre os grupos de apoio neste livro). Caso contrário, tente formar um grupo com outros portadores. Conversar com alguém que está passando pelo mesmo problema pode ajudar muito a ambos.

Procure, se necessário, apoio psicológico ou espiritual. Procure a sua igreja ou ingresse em uma. Está provado cientificamente que orar ou meditar é altamente relaxante e reconfortante, ativando as defesas do organismo. Procure qualquer tipo de religião, mas procure sempre aquela que dê paz e conforto espiritual para você. Leia livros de auto-ajuda para absorver atitudes e pensamento positivos.

O cérebro pode estimular o sistema imunológico


A atividade cerebral afeta o sistema imunológico e dá suporte à possibilidade de aprendermos a controlar voluntariamente o nível de células sanguíneas brancas para ajudar a combater doenças e outros males.

Um recente estudo da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, com 12 jogadoras de um clube de bridge, indica que jogar cartas aumenta o número de células do sistema imunológico. O bridge foi escolhido, pois os pesquisadores acreditavam que o jogo estimula uma determinada área do cérebro, o córtex dorsolateral, que pode influenciar o sistema imunológico.

Os pesquisadores dividiram as mulheres, todas entre 70 e 90 anos, em três grupos, e cada grupo jogou uma partida de bridge de uma hora e meia. Em amostras de sangue colhidas antes e após as partida, as participantes apresentaram alterações nos níveis de células T CD4, as células sanguíneas brancas que patrulham o corpo em busca de vírus e outros invasores.

Então, esqueça exercícios, canja de galinha, noites bem dormidas, vitaminas e hereditariedade. Uma boa dica para quem quer manter a saúde é jogar cartas ou praticar uma atividade prazerosa, como assistir uma comédia ou aproveitar umas horinhas na praia.

Em um outro estudo, no qual foi mostrado a um grupo um filme sobre o trabalho da madre Teresa de Calcutá, quando comparado com um outro grupo ao qual foi mostrado um filme sobre os horrores do holocausto na Segunda Guerra Mundial, chegou a resultados semelhantes. Os que assistiram ao filme de guerra tiveram suas defesas imunológicas deprimidas, porém os que assistiram ao belo filme da obra da madre Teresa apresentaram um aumento das células de defesa, melhorando seu sistema imune.


Estresse deprime o sistema imunológico


O sistema imunológico do corpo humano é um verdadeiro combatente, protegendo as pessoas contra doenças e impedindo que viroses e bactérias assumam o controle e arruínem nossa saúde. Mas um inimigo contra o qual o sistema imunológico nem sempre pode lutar é o estresse.

Estudos mostraram que o sistema imunológico trabalha enfraquecido quando está sob o efeito do estresse, tornando o corpo mais vulnerável a resfriados, viroses e outras doenças. O efeito pode ser ainda maior em pacientes cujos sistemas imunológicos já estão comprometidos, como as pessoas infectadas pelo HIV, que são de alto risco para doenças letais. Um outro estudo mostrou que estresses graves ampliam em seis vezes a chance de sobreviventes de câncer de mama terem uma reincidência.

Mas por que motivo aquilo em que pensamos e sentimos e o tipo de ambiente a que estamos expostos influencia tanto nossa saúde, alterando o equilíbrio que nosso sistema imunológico mantém no combate a doenças?.

Quando as pessoas estão estressadas, pequenas alterações na função imunológica podem realmente ajudar a pender a balança e aumentar as possibilidades de alguém ficar doente. Isso se dá, principalmente, nas pessoas adultas, acima dos 60 ou 70 anos. Mas até para os mais jovens, há boas provas de que ocorrências de resfriados e gripes possam ser intensificadas por situações de vida, relativamente pequenas, mas estressantes.

O estresse pode provocar a liberação do hormônio chamado ACTH pela glândula pituitária. Esse hormônio acaba por estimular a glândula supra-renal a liberar outro hormônio, chamado cortisona, o qual adere às células do sistema imunológico que estão lutando contra doenças, dificultando seu trabalho.

Mas o estresse pode ter várias origens diferentes. Ficar preso em trânsito engarrafado é de fato frustrante. Mas os psicólogos dizem que os motoristas sabem que, em algum momento, o engarrafamento vai acabar, o que ajuda o sistema imunológico, em certa medida, a se proteger do estresse.

Os estresses de longo prazo, como os relacionados a processos de divórcio ou à lembrança de acontecimentos traumáticos, no entanto, podem debilitar muito a capacidade do corpo de enfrentar uma infecção. Manter esses pensamentos ou lembranças vivas na mente permite que o estresse debilite o sistema imunológico de uma pessoa.


Auto-ajuda do portador


O portador de hepatite pode ajudar muito o seu organismo e seu sistema de defesa, ou na diminuição do ritmo do avanço da doença, seguindo algumas regras e conselhos básicos:

- Não beba absolutamente nada que possa conter álcool, inclusive a chamada cerveja sem álcool.

- Se estiver infetado com a hepatite B e não tiver imunidade para as hepatites A, procure submeter-se à aplicação da vacina para prevenir uma infecção. Se a infecção for com a hepatite C você deve tomar as vacinas para as hepatites A e B.

- Mantenha uma alimentação saudável, leve, equilibrada, com poucas gorduras. Tudo isso contribui para melhorar sua saúde e ajudar o seu fígado. Basta isso para você obter benefícios surpreendentes.

- Controle seus sentimentos, tente não alterar seu estado de ânimo. Não fique revoltado por ter sido contaminado. Os outros não são culpados, não merecem seu mau-humor.

- Sempre que possível, converse com seus familiares, amigos e colegas de trabalho sobre a situação que você esta passando, explicando os efeitos dos medicamentos, solicitando compreensão durante este período difícil da sua vida. Explique o que é a hepatite e suas formas de contágio.

- Não tome nenhum medicamento ou complemento alimentar, inclusive os naturais, sem consultar previamente seu médico.

- Pratique exercícios de forma rotineira, de preferência atividades aeróbicas, como caminhadas, ciclismo ou natação.

- Diminua, ou preferentemente abandone o cigarro. O seu organismo vai agradecer.

- Tenha fé. Freqüente alguma religião ou crença. Se existir algum grupo de apoio na sua cidade, participe das reuniões. A união e o exemplo dão muita força.

- Continue com suas atividades normais tanto no trabalho como na vida social. Não rejeite nenhum convite para sair com amigos. O fato de não poder consumir bebidas alcoólicas não o torna um ser diferente. Lembre que quase a metade da população não consume bebidas alcoólicas por opção pessoal.

- Fique contente e agradeça a Deus. Você já sabe que foi contaminado com a hepatite e pode tratá-la. Milhões de pessoas sequer sabem que estão doentes.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO