007_quali_port

Hepatite C - Como falar sobre sexo com o parceiro/a

13/07/2015

A chance de transmitir hepatite C sexualmente é mínima, então uma conversa honesta com seu parceiro é muito importante para ter uma vida sexual segura. Algumas pessoas não sabem como contar da doença para um parceiro, especialmente em um novo relacionamento. Se precisar de ajuda, fale com o seu médico para aconselhamento.

Exemplo de como iniciar a conversa:

"Eu preciso te contar uma coisa importante e espero que isso não afete nosso relacionamento, porque eu realmente te respeito e me preocupo com você, e é por isso que você deve saber que eu tenho hepatite C".

Explique que a hepatite C não se transmite por contato casual, pelo abraço, beijos ou compartilhar utensílios de uso diário (para comer, dormir, tomar banho, roupas, etc.) e que ela é transmitida exclusivamente pelo sangue de uma pessoa infectada. Portanto, o parceiro somente precisa evitar o contato com o seu sangue. A única coisa para não compartilhar são escovas de dente, lâminas de barbear e outros itens de higiene pessoal que possam entrar em contato com o sangue da pessoa infectada.

O sexo anal pode causar trauma. Também a vagina seca ou áspera pode ocasionar ferimentos e sangrar. Fazer sexo durante período menstrual de uma mulher se ela tem hepatite C também é arriscado. Isso pode afetar as relações sexuais, especialmente quando existem situações que podem causar sangramentos. Em todos esses casos, um preservativo protege seu parceiro/a.

Em relacionamentos monogâmicos de longo tempo o sexo de contrair hepatite C é extremamente baixo. Um estudo publicado na revista Hepatology mostra que a chance de alguém passar o vírus para o parceiro desta forma é de 1 em 190 mil contatos sexuais. Em relacionamentos de longo prazo estáveis e monogâmicas não se recomenda mudar os hábitos sexuais, nem sequer passar a usar camisinha se isso for um incomodo que prejudica o sexo.

Se você foi diagnosticado recentemente lembre que é possível que você tenha o vírus por anos, sem saber. Então é altamente recomendável de seu parceiro/a faça o teste de detecção da hepatite C, o ANTI-HCV.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO