029_rvs_port

Segurança e eficácia do tratamento do genótipo 1 da hepatite C com sofosbuvir e daclatasvir - Resultados na vida real

31/10/2016

Acabam de ser publicados no "Journal of Hepatology" os resultados da vida real na França do tratamento do genótipo 1 da hepatite C com a combinação dos medicamentos sofosbuvir e daclatasvir. Os dados são do "France REcherche Nord&Sud Sida-hiv Hepatites (ANRS) CO22 HEPATHER" um estudo multicêntrico com pacientes tratados em todo o país que objetiva obter dados de tratamentos de 15.000 pacientes com hepatite C e 10.000 com hepatite B.

Neste caso foram reportados os resultados de 768 pacientes infectados com o genótipo 1 da hepatite C tratados a partir de outubro de 2014, durante 12 ou 24 semanas com a combinação de sofosbuvir e daclatasvir com ou sem ribavirina.

A resposta sustentada, a cura da hepatite C, quando após 12 semanas do tratamento o paciente se encontra indetectável foi obtida por 729 dos 768 infectados, uma taxa de cura de 95%.

As taxas de cura não eram significativamente diferentes entre os tratados durante 12 semanas 92% (179 dos 194 pacientes) e os tratados durante 24 semanas, com 96% (550 dos 574 pacientes) e ainda entre aqueles que não tomaram ribavirina que obtiveram 94% de cura (564 dos 599 pacientes).

A cura foi maior nos pacientes sem cirrose, de 97%, independentemente da duração do tratamento ou do uso, ou não, da ribavirina.

Entre os pacientes com cirroses a taxa de cura foi maior quando do tratamento de 24 semanas, de 95% (423 dos 444 pacientes) em comparação com os que trataram durante 12 semanas, que obtiveram 88% de cura (105 dos 119 pacientes).

Concluem os autores que a combinação do sofosbuvir com o daclatasvir consegue uma alta taxa de cura no tratamento do genótipo 1 da hepatite C, sendo a duração ideal do tratamento de 12 semanas em pacientes sem cirrose e de 24 semanas nos pacientes com cirroses. O número de pacientes que tomou ribavirina era demasiado baixo para poder avaliar adequadamente o impacto.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
Safety and efficacy of daclatasvir-sofosbuvir in HCV genotype 1-mono-infected patients - Pol S, Bourliere M, Lucier S, Hezode C, Dorival C, Larrey D, Bronowicki JP, Ledinghen VD, Zoulim F, Tran A, Metivier S, Zarski JP, Samuel D, Guyader D, Marcellin P, Minello A, Alric L, Thabut D, Chazouilleres O, Riachi G, Bourcier V, Mathurin P, Loustaud-Ratti V,D'Alteroche L, Fouchard-Hubert I, Habersetzer F, Causse X, Geist C, Rosa I, Gournay J, Saillard E, Billaud E, Petrov-Sanchez V, Diallo A, Fontaine H, Carrat F - ANRS/AFEF HEPATHER study group - Journal of Hepatology - 2016 Sep 10. pii: S0168-8278(16)30486-X. doi: 10.1016/j.jhep.2016.08.021. (Article in Press)


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO