001_hiv_port

Diferenças e semelhanças nas formas de transmissão da AIDS e da hepatite C

13/06/2013

A revista "World Journal of Hepatology" acaba de publicar um estudo realizado em 1.000 mulheres grávidas e 232 mulheres de maior idade que passaram por cirurgias objetivando encontrar infectadas com HIV (AIDS) e hepatites B e C e investigar a forma como foram infectadas.

Os resultados de diversos estudos epidemiológicos demonstraram que a hepatite C é transmitida principalmente através de procedimentos médicos e instrumentos, enquanto que o vírus da AIDS (HIV) é predominantemente de transmissão sexual.

A transmissão heterossexual da hepatite C é excepcional e pode ocorrer, do homem para a mulher, em ocasiões extremamente raras, em caso de lesão da mucosa vaginal ou menos raramente através da relação anal.

Apenas 0,2% das 1.000 mulheres grávidas estavam infectadas com hepatite C.

Entre as mulheres jovens que utilizavam preservativos para evitar a gravidez foi encontrado o menor índice de HIV (AIDS) enquanto uma soro prevalência surpreendentemente maior foi encontrada em mulheres jovens que usam preservativos para evitar infecções sexuais.

Os resultados do estudo publicado na "World Journal of Hepatology" confirmam os de um estudo de caso-controle da mesma revista realizado em três centros de saúde Nova York e Oregon incluindo casos de hepatite aguda sintomática B e hepatite C acontecidos entre os anos de 2006 e 2008 em pessoas com mais de 55 anos de idade, encontrando que a fonte de contaminação se deu em unidades de saúde.

A transmissão da hepatite C por uma seringa de injeção com sangue infectada é encontrada em 0,9% e até 2,2% dos casos conforme diversos estudos e em 0,1% e até 0,3% de casos de transmissão do HIV (AIDS), confirmando que a via de infecção com hepatite C é principalmente por exposição percutânea e não sexual.

MEU COMENTÁRIO

AIDS e hepatite C são realmente duas doenças totalmente diferentes, tanto nos danos que causam aos infectados como nas suas formas de transmissão. As duas se transmitem por sangue contaminada entrando por uma perfuração ou ferimento na pele de outra pessoa, mas enquanto a principal forma de transmissão da AIDS é sexual, a hepatite C raramente se transmite no sexo normal, sem ferimentos e, o mais surpreendente é que a possibilidade de transmissão no sexo anal é menor que no sexo vaginal, conforme demonstram vários estudos.

Lamentavelmente alguns governos com conhecimento científico desatualizado, paralisados no tempo daquilo que se conhecia 10 anos atrás sobre hepatite C ainda insistem em colocar a hepatite C aos cuidados dos programas de AIDS. Esses gestores, encastelados nos seus cargos, são os símbolos do atraso e ignorância no conhecimento da hepatite C, sendo os culpados pelo aumento das mortes por causa da hepatite C, que desde 2007 já mata mais que a AIDS.

Este artigo foi redigido com comentários e interpretação pessoal de seu autor, tomando como base a seguinte fonte:
- Hepatitis C virus and human immunodeficiency virus transmission routes: Differences and similarities - Francesca Cainelli - World J Hepatol. 2013 May 27; 5(5): 234-236.

- Epidemiological profiles of human immunodeficiency virus and hepatitis C virus infections in Malian women: Risk factors and relevance of disparities. - Bouare N, Gothot A, Delwaide J, Bontems S, Vaira D, Seidel L, Gerard P, Gerard C. - World J Hepatol. 2013;5:196-205.


Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO