013_transmis_port

Novas informações sobre a transmissão sexual da hepatite C

21/06/2004

Um estudo recentemente publicado no Jornal Americano de Gastroenterologia que acompanhou durante 10 anos 895 casais estáveis, monógamos, estudou a transmissão ao parceiro quando um deles estava contaminado com a hepatite C.

Dos 895 casais incluídos no estudo, 776 completaram os 10 anos do estudo, correspondendo a 7.760 pessoa/anos de observação.

Todos os casais declararam que durante estes 10 anos não tiveram praticas de sexo anal, não realizaram sexo durante o período da menstruação, como também, não utilizaram preservativos como proteção. A media de relações sexuais foi de 1,8 vezes por semana.

Durante os 10 anos do estudo foram observadas três infecções com a hepatite C entre os parceiros, porem, um destes casos o genótipo de parceiro era diferente ao encontrado na nova infecção, excluindo claramente a possibilidade de transmissão sexual.

Os outros dois casos possuíam o mesmo genótipo do parceiro, porem, a analise da seqüência do genoma do vírus na região NS5b junto com a analise filogenética mostrou que se tratavam de vírus de origem diferente, excluindo a possibilidade de transmissão pelo parceiro.

Os autores concluem que estes dados indicam que o risco de transmissão sexual em casais heterossexuais monógamos e extremamente baixo ou até mesmo nulo. Para estes casais, nenhuma recomendação geral para o uso de preservativos ou de mudança das praticas sexuais deveria ser exigida.

Referencia: Carmen Vandelli and others. Lack of Evidence of Sexual Transmission of Hepatitis C among Monogamous Couples: Results of a 10-Year Prospective Follow-Up Study. American Journal of Gastroenterology 99(6): 855-859. May 2004.



Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO