027_alternat_port

O chá, a bebida mais antiga do mundo, não deixa de surpreender por seus benefícios

16/01/2006

Diversos estudos já tinham demonstrado sua capacidade de reduzir a incidência de uma variedade de cânceres, incluindo o de cólon, pâncreas e estômago. Recentemente investigadores suecos descobriram que ao beber pelo menos duas xícaras de chá ao dia se poderia diminuir o risco de câncer de ovário em 50 por cento.


Mariana Nisebe. Da redação do Clarín

Conta a lenda que um dia Buda, enquanto meditava sob a árvore Bodhi, "viu" a imagem da triste condição do homem, destinado ao sofrimento, a doença, a velhice e a morte. Começou a chorar. Exatamente no chão onde caíram suas lágrimas surgiu o arbusto do chá, uma reconfortante bebida que traria consolo físico e espiritual aos homens. Desde então a tradição assegura, e a ciência demonstra, que a bebida mais antiga do mundo -cinco mil anos de idade confessados- pode não só manter jovem a quem a consome, mas também reduzir o risco de padecer algumas doenças.

Com mais de duzentos componentes químicos e orgânicos, tomar chá proporciona uma alta quantidade de elementos positivos para a saúde e ajuda a reduzir, por exemplo, o câncer de ovário. Especialistas do Instituto Karolinska descobriram que os pacientes que ingeriam pelo menos duas xícaras de chá ao dia apresentavam um risco 50% menor de desenvolver câncer. Os indivíduos que ingeriam somente uma xícara ao dia reduziram o risco em 24%.

As razões de tremenda conclusão? Segundo os cientistas suecos, os antioxidantes que há na infusão podem ser a razão destas propriedades benéficas. O estudo, publicado recentemente em Archives of Internal Medicine, apoiou-se nas pesquisas incluindo 61.057 mulheres entre os 40 e 76 anos sobre seus hábitos alimentícios desde 1987 a 1990; e fez um seguimento até dezembro de 2004.

Mas esta não é a única pesquisa que vincula ao chá e a seus benefícios em relação ao câncer. São cada vez mais os estudos clínicos (tanto no homem como em animais) que sugerem que o consumo regular de chá pode reduzir a incidência de uma variedade de cânceres, incluindo o de cólon, pâncreas e estômago. Além disso, se avaliou uma nova propriedade às muitas que lhe são atribuídas: um extrato de sua variedade verde pode melhorar a qualidade de vida dos doentes de uma forma particular de leucemia chamada linfocítica crônica, que afeta aos linfócitos B e causa imunossupressão, uma insuficiência da medula óssea e invasão de células malignas em outros órgãos.

Mas o chá não só tem propriedades que ajudam em casos de câncer. Segundo a medicina tradicional Chinesa também "estimula a visão, elimina a gordura, refresca a mente, elimina o calor e as toxinas, reduz a sonolência, calma o espírito e elimina a angústia, fortalece os dentes, estimula a diurese, elimina o escarro e preserva a saúde". A isto terá que lhe adicionar que não todos são iguais ou servem para o mesmo.

E não faz falta ser inglês para saber que há quatro tipos principais de chá, com múltiplas variedades que dão lugar a mais de 3000 tipos de chá em todo mundo. Está o chá branco, que se obtém por coleta das gemas novas antes que abram que se deixam murchar para que se evapore a umidade e se secam. Sua principal característica é a alta capacidade antioxidante, devido à rápida coleta das gemas. Está também o chá não fermentado, cujo exemplo mais conhecido é o chá verde. Esta variedade se obtém ao deixar secar a folha para logo aplicar um tratamento térmico (cocção ao vapor e secagem ao fogo) que detém a fermentação das enzimas e assim evita a decomposição das folhas. Entre suas propriedades se podem mencionar o bom complemento dietético devido a seu alto conteúdo em Xantinas (ex: teína ou cafeína) e polifenois (ex: catequinas), que diminui o colesterol e as triglicérides, protege contra a arteriosclerose; diminui o risco cardiovascular; a gordura corporal e regula o nível de insulina no sangue.

Também existe o chá vermelho ou marrom semifermentado. É um tipo que se encontra entre o chá verde (não fermentado) e o chá preto (fermentado) e se obtém por coleta das folhas da árvore Camélia Sinensis, às quais e aplicado um breve secado ao ar livre, para depois passar a uma secagem mais prolongada em uma habitação fechada, estendidos os brotos tenros do arbusto. Suas qualidades incluem um efeito protetor do Sistema Cardiovascular, é benéfico na prevenção do câncer e tem propriedades antioxidantes.

Por último, existe o chá fermentado ou preto, com maiores propriedades aromáticas que o resto. Por regra geral, o processo de elaboração consta de quatro etapas bem diferenciadas: batimento, enrolado, fermentação e secagem. Esta variedade ajuda à relaxação dos vasos sangüíneos, devido a seu conteúdo em flavonoides e colabora na não oxidação do colesterol "bom". A sua vez previne as cáries dentais e protege o sistema cardiovascular.

Há alguns anos o chá é objeto de estudos de muitos cientistas por seus efeitos benéficos sobre a saúde. Não devemos esquecer seus componentes minerais como sódio, potássio, níquel, cobre, ferro, silício, alumínio, magnésio, fósforo e cálcio, embora alguns deles se perdem com o envelhecimento das folhas como também a presença mínima de vitaminas, mas que constituem um enriquecimento da bebida ao conter vitaminas do tipo A, B, C, E e P. A isto temos que somar seus componentes mais conhecidos e os mais apreciados por seu efeito: a teína ou cafeína. O chá parece se apresentar como um "combinado para a saúde"; entretanto os pesquisadores advertem que se necessita mais investigação para provar os resultados em um número maior de indivíduos e averiguar se existem efeitos colaterais. Só nos resta esperar os próximos trabalhos.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO