017_trat_med_port

O que é necessário saber antes de iniciar o tratamento com Interferon Peguilado e Ribavirina

24/06/2013

Antes de iniciar o seu tratamento, você deve conversar demoradamente com seu médico, discutindo e perguntando abertamente sobre todos os benefícios que podem ser obtidos e os problemas que poderão acontecer, sejam os prováveis efeitos colaterais, sejam problemas específicos derivados da sua condição física, de outras doenças existentes ou ainda de natureza psíquica atual ou passada. Para seu próprio bem, seja franco e sincero.

Nesta consulta, todos os seus exames e resultados devem ser re-examinados, um a um. Os efeitos do Interferon e da Ribavirina devem ser avaliados para cada paciente.

Lembre que, durante o tratamento e até seis meses após, o casal deve fazer um rigoroso controle de natalidade. Com qualquer um dos parceiros em tratamento, as possibilidades de nascerem crianças com deformações genéticas são reais. Informe ao médico se você faz uso de drogas ou de álcool.

Quem não deve ser tratado:

- mulheres grávidas ou mulheres e homens que planejam encomendar um filho durante o tratamento ou até seis meses após;

- mulheres que estejam amamentando;

- pacientes anêmicos;

- pacientes com cirrose muito avançada e descompensada;

- portadores de hepatite auto-imune.

Possíveis problemas que podem impedir o tratamento:

Se você tem um dos seguintes problemas, fale com seu médico antes de iniciar o tratamento:

- alcoolismo, inclusive nos últimos seis meses;

- câncer;

- depressão ou ansiedade;

- diabetes;

- distúrbios do sono ou insônia;

- hepatite B;

- HIV - AIDS;

- inflamação nos intestinos (colites);

- pressão alta;

- problemas atuais ou passados do coração;

- problemas de fígado diferentes da hepatite C;

- problemas nas tiróides;

- problemas renais;

- qualquer doença auto-imune, como a psoríase, o lúpus ou a artrites reumatóide;

- se realizou algum transplante de órgãos ou toma imunossupressores.

Durante o tratamento, se você sentir qualquer um dos seguintes sintomas fale imediatamente com o seu médico:

- depressão ou pensamentos suicidas;

- dificuldade na respiração;

- diminuição da visão;

- dores no tórax, no estômago ou no baixo ventre;

- febre alta;

- feridas que não param de sangrar;

- vômitos ou diarréia com vestígios de sangue.

Prováveis efeitos colaterais durante o tratamento:


(Atenção: Não necessariamente estes efeitos irão acontecer. São listados porque alguns pacientes relataram terem passado por algum deles).

Efeitos considerados preocupantes:

- alguns pacientes relataram problemas inflamatórios nos olhos, pulmões ou nos rins;

- comportamento agressivo;

- depressão e pensamentos suicidas;

- diminuição das plaquetas e os glóbulos brancos do sangue, podendo levar ao aparecimento de infecções ou hemorragias;

- como efeito colateral da Ribavirina os glóbulos vermelhos podem diminuir criando um quadro anêmico. Isto é perigoso para pessoas com problemas circulatórios ou cardiovasculares;

- pacientes com doenças auto-imunes poderão ter uma piora nestas doenças;

- problemas de comportamento e variações no humor;

- problemas na pressão arterial, variações nas batidas e muito raramente ataques de coração;

- severas dores de estômago podem indicar problemas em outros órgãos internos por causa da medicamentação.

Efeitos considerados menos preocupantes:

- alterações na taxa de glicose no sangue;

- diminuição da saliva, boca seca;

- fadiga extrema;

- falta de apetite, náuseas e perda de peso;

- mudanças na pele;

- perda momentânea de cabelo;

- perda na capacidade de concentração;

- problemas nas tiróides;

- secura dos olhos;

- sensação de estado gripal, como dor de cabeça, dores musculares, fadiga e febre (normalmente diminuem durante o tratamento);

- sensação de frio ou de calor;

- vermelhidão, esfoliações, inchaço e coceiras no local da aplicação.

Durante o tratamento:


- beba muita água;

- respeite os intervalos das aplicações não deixando passar os horários estabelecidos;

- se por qualquer motivo você passou alguns dias sem se aplicar o Interferon ou sem tomar a Ribavirina, não dobre a dosagem na próxima aplicação. Consulte seu médico;

- siga corretamente as indicações de seu médico.

Algumas recomendações muito importantes:

- a mulher não pode amamentar durante o tratamento;

- a Ribavirina é indicada para ser ingerida junto com algum alimento, ou refeição;

- em caso de gravidez de qualquer um dos parceiros, informe imediatamente ao seu médico;

- não tome nenhum outro medicamento, nem complementos vitamínicos, ou minerais sem consultar antes seu médico;

- são necessários exames regulares de sangue para saber como está evoluindo o tratamento e diagnosticar efeitos colaterais.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com


IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.
Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.
Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação medica.
É permitida a utilização das informações contidas nesta mensagem desde que citada a fonte: WWW.HEPATO.COM
O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA - ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO