Como evitar o coronavírus – COVID-19 especialmente em pacientes hepáticos

409

Diminua as chances de ser contaminado ou de espalhar o vírus COVID-19 tomando os seguintes cuidados:

•             Lave bem as mãos, água e sabão frequentemente. Use álcool gel para as mãos quando não tiver condições de lavar as mãos.

•             Evite tocar o rosto..

•             Se possível fique em casa.

•             Na rua ou em locais, mantenha uma distância de 2 metros das outras pessoas.

•             Use uma máscara quando sair.

•             Não saia de casa se não se sentir bem.

•             Sabão, água é o suficiente para matar o vírus em suas mãos. Esfregue por pelo menos 20 segundos.

Lave as mãos antes e depois de manusear os alimentos e depois de:

•             Usar o banheiro

•             Trocar uma fralda

•             Assoar o nariz

•             Tocar no lixo

•             Cuidar de uma pessoa doente

•             Tocar animais ou seus resíduos

Durante a pandemia de COVID-19, você também deve lavar as mãos:

•             Depois de estar em um local público

•             Antes de tocar nos olhos, nariz ou boca

•             Depois de tocar em uma superfície que outras pessoas tocaram, como o botão de elevador, maçaneta da porta e carrinho de compras no supermercado.

Usando álcool gel:

•             Aplique nas suas mãos.

•             Esfregue todas as mãos e dedos até secarem.

Fique em casa

Quanto menos pessoas você estiver por perto, menor será sua chance de infecção. Quando você fica em casa, também ajuda a impedir a disseminação para outras pessoas. Não vá a lugares lotados.

Use máscara

Mesmo se você não apresentar sintomas, você pode transmitir o vírus COVID-19. Qualquer tipo de máscara pode funcionar, desde que:

•             Você possa ajustá-la confortavelmente sobre o nariz e a boca, sem falhas.

•             Você pode amarrá-la atrás da cabeça ou prendê-la nos ouvidos.

•             Que tenha duas ou mais camadas de tecido.

•             Que permita respirar.

•             Pode ser uma máscara descartável ou de tecido.

•             Antes de colocar a máscara, lave ou desinfete as mãos para garantir que estejam limpas.

Substitua sua máscara se ela ficar úmida. Quando tirar a máscara, faça-o pelas costas e não toque no rosto. Lave a máscara na máquina de lavar com água e sabão e passe ferro quente.

Não saia se tiver sintomas

Se você começar a ter sintomas leves, como coriza e dor de cabeça, fique em casa até se sentir melhor. Seus sintomas podem significar que você tem a infecção e vai passar para outras pessoas.

Além disso, hospitais e consultórios médicos estão lidando com muitos casos de COVID-19. Ir ao médico para sintomas leves aumentará sua chance de contrair o vírus e tornará as clínicas mais movimentadas.

Ligue para o seu médico para obter orientação sobre o que fazer antes de ir a uma clínica ou hospital se tiver sintomas mais graves, como:

•             Tosse

•             Febre

•             Problemas respiratórios

Tossir ou espirrar, no cotovelo

Se espirrar ou tossir nas mãos, cubra-as com germes. Se você não cobre os espirros e a tosse, ele dispara seus germes no ar ao seu redor, na direção dos outros. Cubra a boca com o cotovelo para proteger você e os outros. Sempre lave as mãos depois.

Precauções extras para pessoas que estão em maior risco

Qualquer pessoa pode ser infectada com o COVID-19. Mas você tem uma chance maior de ficar gravemente doente se:

•             Tem 65 anos ou mais, especialmente se você mora em um lar de idosos ou em outra instituição de assistência médica

•             Tem asma ou doença pulmonar.

•             Têm um sistema imunológico enfraquecido devido a condições como câncer e HIV ou medicamentos

•             É obeso com um IMC acima de 40

•             Tiver um problema cardíaco grave

•             Tem alguma doença renal, hepática ou cardíaca

Se você se enquadra em uma dessas categorias, é especialmente importante seguir as diretrizes gerais de segurança. Além disso, siga estas etapas:

•             Tome todos os seus medicamentos como sempre. Não mude seu plano de tratamento sem falar com seu médico.

•             Pergunte ao seu médico ou farmacêutico sobre como manter pelo menos um suprimento de 2 semanas de medicamentos prescritos e vendidos sem receita, para que você possa reduzir as viagens à farmácia.

•             Verifique se você está atualizado sobre as vacinas.

•             Ligue para o seu médico se tiver alguma dúvida sobre sua condição ou se achar que entrou em contato com o vírus.

•             Não hesite em ir ao hospital se precisar de cuidados de emergência para sua condição subjacente.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com

IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.

Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.

Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação médica.
Acesso livre: Este artigo é distribuído sob os termos da Licença Internacional Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 4.0 ( 
http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/ ), que permite qualquer uso, distribuição e reprodução não comercial em qualquer meio, desde que você dê o crédito apropriado ao (s) autor (es) original (is) e cite à fonte WWW.HEPATO.COM  e indique se foram feitas alterações.

O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA – ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO